Trabalhar ninguém quer né! Mas ser deputado e senador até o bobo do cunhado de Bolsonaro quer

Por: Redação

Diante à empolgação e euforia de muitos candidatos, tudo leva a crer no imaginário, que o presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ), deve eleger toda a bancada dos 513 deputados e 81 senadores em 2022.

Diego Torres Dourado, irmão da primeira-dama, Michelle Bolsonaro (os dois na foto em destaque), será candidato a deputado federal numa das vagas pelo Distrito Federal. O anúncio foi feito ontem nas suas redes sociais, sendo sua candidatura apresentada pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP), num vídeo ao lado do também deputado Helio Negão (PSL-RJ). E Diego ao lado.

O irmão da primeira-dama é apresentado como o candidato de Bolsonaro a deputado no DF.

“Estou aqui ao lado do maravilhoso Diego. E aí, Diego, o presidente deu a missão (de ser candidato)” – diz Zambelli.

“E missão dada, é missão cumprida. Estaremos juntos lá” – responde o cunhado de Bolsonaro.

“O Diego é pré-candidato a deputado federal no DF. É o meu candidato, do Helio e do presidente. Vai ombrear com a gente em 2023 na Câmara e levar nossos valores: Deus, Pátria, Família e Liberdade”.

E Diego encerra o vídeo:

“Com esse apoio de peso, não posso decepcionar, então. Estaremos juntos para fortalecer nosso presidente” – diz.

No seu Instragram, onde o vídeo foi postado, Diego Torres escreveu o seguinte: “Estamos juntos na busca de um Brasil melhor e maior, sabemos que em 2022 é Jair ou já era! Vamos pra cima!!!”

No ano passado, Diego era soldado da Aeronáutica e tinha um cargo no Ministério da Defesa, onde recebia R$ 5,6 mil. Depois, foi lotado num cargo na 1ª Secretaria do Senado, onde passou a receber R$ 13,5 mil, como informou o colunista Guilherme Amado.

Michelle Bolsonaro curtiu a postagem do irmão candidato.

Por Evandro Éboli

Comentários