Morte de Policial Militar é vingada

Por: Redação

05/02/2022 12h50

Por volta de 21h52, de sexta-feira (4), o sargento da Polícia Militar Anamon Rodrigues de Sousa, que atuava na Agência de Inteligência da corporação, tinha ido até o setor Novo Horizonte II fazer um levantamento de crimes na região para subsidiar uma operação da Polícia Militar que seria realizada neste sábado (5).

De acordo com informações, houve uma troca de tiros e Anamon foi baleado. Ele chegou a ser socorrido e levado a um hospital da região, mas infelizmente não resistiu.

A Policia Militar informou que realizou buscas na casa dos suspeitos e localizou uma arma, possivelmente usada na morte do PM. Foram então conduzidos Manoel Soares da Silva, de 67 anos, e o filho Edson Marinho da Silva, de 37 anos, para a delegacia; ambos pai e irmão do criminoso. Edson foi levado ferido por ter sido baleado em confronto com o sargento.

Conforme registro no boletim de ocorrência, por volta das 6h29 deste sábado, cerca de 15 homens encapuzados e armados invadiram a delegacia de Miracema, renderam os agentes da Polícia Civil e executaram Manoel e o filho com vários disparos.

Os dois haviam passado a madrugada na delegacia e tinham sido liberados, porém estavam aguardando o dia amanhecer para voltarem para casa, segundo consta no registro.

A PM informou que quando os militares estavam na delegacia receberam a informação de que outro filho de Manoel tinha sido alvejado por disparos de arma de fogo dentro da casa da família. Ele foi identificado como Valbiano Marinho da Silva, de 39 anos.

Em relação aos homicídios ocorridos dentro da delegacia, a Polícia Civil informou que segue com todas as providências conforme protocolo da mesma.

Comentários