O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que governo não interferirá em reajuste 15,5% de plano de saúde

Por: Redação

Marcelo Queiroga afirmou nesta sexta-feira (27/5) que não pretende interferir na política de preços dos planos de saúde.

Não é função do Ministério da Saúde interferir nesse mercado”, afirmou Queiroga, ao ser questionado se tomaria alguma medida contra o novo reajuste autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), pelo Metrópoles.

Nessa quinta-feira (26/5), a (ANS) autorizou reajuste de até (15,5%) este ano nas mensalidades dos planos de saúde individuais ou familiares.

Comentários