O Partido Social Cristão mesmo no comando dos ‘Belmontes’ não marchará unido caso Reguffe seja o candidato ao GDF

Por: Redação

O empresário e presidente regional do PSC-DF, Luís Felipe Belmonte, e sua esposa Paula Belmonte, presidente do Cidadania, buscam a todo o custo chegar ao Governo do Distrito Federal (GDF), através do senador Reguffe (União Brasil) como opção ao cargo de governador nesta eleição.

Luís Felipe Belmonte e a esposa Paula Belmonte

Acontece que o PSC é uma sigla de direita, e as recentes declarações do senador Reguffe de não apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), tem causado uma debandada de parte da legenda para o projeto de reeleição do governador Ibaneis Rocha (MDB), que seguirá marchando com o chefe do executivo federal.

Leia também: Fome de poder – Izalci e Paula Belmonte em rota de colisão

“Minha condição sempre foi clara: nem Lula, nem Bolsonaro”, afirmou o senador antes e depois de formalizar sua filiação ao União Brasil.

O conservador e pastor da Assembleia de Deus, Vilmar Almeida, deixa claro que Reguffe não terá sua chancela nem de outros pastores juntos a seus fiéis, pois seus apoios são para o presidente e Ibaneis.

“Reguffe quase sempre militou em partidos de esquerda, sua trajetória política não nega isso, não me surpreende que ele não apoie nosso presidente. Filiados do PSC estão corretíssimos em não se sujeitarem a um candidato que vem dos berços do comunismo, finalizou Almeida. 

Comentários