Opinião | Assim como Trump desprezou negros e LGBTs e foi derrotado; Bolsonaro ainda não aprendeu a lição

Por: Ivan Rodrigues

Ivan Rodrigues
Foto: Agência Brasil

Ao desprezar em seu governo, a existência de demandas dos segmentos negros e LGBTs, Trump teve a resposta ao seu desprezo nas urnas, não sendo reeleito.

É preciso relembrar ao presidente Jair Bolsonaro (atualmente sem partido), que a diferença de votos entre ele e o candidato Fernando Haddad (PT), foi de 10,7 milhões de votos, com abstenções de 21,3% (31,3 milhões de votos), os votos brancos foram 2,14% (2,4 milhões de votos) e nulos, 7,43% (8,6 milhões de votos), totalizando 42,3 milhões de votos.

Parece que Bolsonaro e bolsonaristas ainda não fizeram as contas e permanecem acreditando que ainda têm os mesmos números que o elegeu a seu favor. É natural, e acontece com qualquer estadista o desgaste quando assumem a chefia de Estado, e Bolsonaro não é uma exceção à regra.

A visão de ‘Mito’ permanece para o seu mesmo público, ou, talvez não! Não conseguiu alcançar outros públicos (segmentos), pelo contrário, seu governo deixa claro o Apartheid das pautas dos negros e LGBTs.

Em sua visão, os negros (a) agem como vitimistas da escravidão, e, a comunidade LGBT são os maiores erros da criação.

Mas simpatizando ou não desses segmentos, dados do IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística mostram que (54%) da população brasileira é negra cerca de 115 milhões, e a parcela homossexual da população brasileira, média de 10%, é estimada em cerca de 20 milhões de ‘pessoas’ ‘cidadãos’ de fato e de direito que irão às urnas.

Comentários

  • Wesley disse:

    Meu comentário jamais será aceito pq o moderador é MIMIZENTO!

  • Wesley disse:

    O problema é que os mimizentos não querem ser tratados como iguais e sim como especiais por serem homossexuais ou negros, sou negro e repúdio qualquer ato racista da mesma foram que repúdio frescura e mímimi, não sou melhor nem pior que qualquer branco, sou capaz de trilhar meu caminho independente da minha cor! Quanto aos homossexuais, no gov. Bolsonaro, ao combater a violência como um todo no primeiro semestre de seu governo houve uma queda de assassinatos de 27%, de TODOS, inclusive de homossexuais! Reporter quer aparecer venha com dados, debata com o Sérgio de direita, chama homossexuais que apóiam o Bolsonaro e perguntem pq eles o apóiam!!! Essas ongs lgbtqijdgdkdb só querem DINHEIRO e usar vcs como MASSA DE MANOBRA!

  • F.B disse:

    O homossexualismo não será aceito como o novo normal em nossa sociedade, entenderam?

  • F.B disse:

    Se querem dá o ‘C’ ou chupar ‘BCT’ uma das outras é problema de cada um. Só não podemos aceitar e, lutaremos contra isso como ‘O NOVO NORMAL’ de nossa sociedade.

  • Julia Mascarenha disse:

    Jamais deixarei de amar minha filha por ser lésbica! Também creio que Deus não faria isso. A religião bolsonarista disseminou o ódio aos nossos filhos que são gays. É nítido que Bolsonaro não nomeou negros em seu governo e nem vai fazer isso. Somos de família branca e depois que nossa filha começou a sofrer preconceito em razão de sua orientação sexual, hoje, somos uma família de pessoas contrárias a quaisquer tipo de discriminação. Por fim, embora tenhamos votado no ‘Mito 17’ a decepção em relação a condução da pandemia não nos permite continuarmos com Bolsonaro.

  • Yasmine disse:

    Falou tudo, com total respeito e isenção. Se candidate, você me representa senhor Ivan Rodrigues. Não pedimos filhos gays, mas aconteceu em minha vida e de meu marido. Amamos nosso filhos. #IvanRodrigues2022