Abertas as inscrições para casamento comunitário no DF

Por: Redação

Casais que sonham em oficializar a união gratuitamente devem entrar no site da Secretaria de Justiça. Confira os documentos solicitados

Agência Brasília* | Edição: Mônica Pedroso

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus) realizará, no dia 30 de maio, um casamento comunitário no Museu da República, em Brasília. Após o encerramento das inscrições para o evento, será realizada a análise dos documentos, no período de 14 a 23 de abril. Os habilitados serão anunciados no dia 26 deste mês pela Subsecretaria de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial.

“Adotaremos as medidas necessárias para que a segurança de todos os envolvidos no casamento comunitário seja rigorosamente respeitada”Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

A secretária de Justiça e Cidadania Marcela Passamani esclarece que o sonho de 40 casais será realizado. “Adotaremos as medidas necessárias para que a segurança de todos os envolvidos no casamento comunitário seja rigorosamente respeitada. A Secretaria de Justiça juntamente com os parceiros e voluntários oferecerão uma cerimônia linda, com tudo o que uma noiva merece. Sabemos o quanto é importante para muitas mulheres subir ao altar com um vestido de noiva e nós iremos fazer parte dessa importante realização na vida destes 40 casais”, afirmou.

Antes da cerimônia, no dia 27 de maio, em horário a ser divulgado, os casais participarão de um encontro preparatório, destinado ao fortalecimento de vínculos, esclarecimentos quanto às regras de segurança sanitária e ensaio geral do casamento.

Para participar, os candidatos devem  tomar as seguintes medidas:

1) Acessar e preencher o formulário.

2) Baixar as declarações de hipossuficiência e de veracidade dos documentos de registro digital. Preencher, assinar e enviar juntamente com os demais documentos solicitados no ato de inscrição:

  • Cópia da carteira de identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Original da certidão de nascimento;
  • Cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Comprovante de residência original do último mês de referência ou declaração de residência de próprio punho;
  • Declaração de hipossuficiência de renda;
  • Declaração de veracidade dos documentos de registro digital;
  • Original da carteira de identidade (RG) ou da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) das testemunhas.

*Com informações da Sejus