SES-AM vai abrir procedimento administrativo para apurar possível venda de vacina contra a Covid

Por: Redação

Secretaria de Saúde do Amazonas

Após denúncia de Francisco Antônio Pereira Braga, 51 anos, que informou ter pago a quantia de R$ 600 por vacina, a uma pessoa do Hospital e Pronto Socorro da Criança Zona Sul em Manaus, por indicação de um amigo profissional de saúde, o qual não quis o denunciante revelar, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) informou que vai apurar o caso.

Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) informa que o nome de Francisco Antônio Pereira Braga não consta na lista de vacinação do Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Sul.

A SES-AM ressalta que a aplicação da vacina é de competência das equipes de Saúde das prefeituras municipais, conforme prevê o Plano Nacional de Imunização e não é realizada por profissionais das unidades de Saúde da rede estadual.


A SES-AM reforça, ainda, que conforme determinação do Ministério da Saúde, estão sendo priorizados nesta primeira etapa da vacinação, profissionais de saúde, indígenas, pessoas com deficiência e idosos institucionalizados e destaca que a vacinação é gratuita. Dessa forma, qualquer cobrança para a realização da imunização é indevida e deve ser denunciada às autoridades competentes.


A Secretaria Executiva de Controle Interno vai abrir um procedimento administrativo para apurar o caso e tomar as devidas providências.

Comentários