Coronavírus: Médico afirma que paciente internada em isolamento na UTI do HRAN ‘é morta viva’

19 de Março de 2020

Júlia Lins – Saúde & Direitos Sociais

Coronavírus, Covid-19, Covid-20 - Brasil e o mundo.

Cláudia Maria Patrício Souza Costa da Silva e seu esposo André Luís Souza Costa da Silva. Foto: reprodução da internet

A primeira vítima internada com coronavírus em Brasília, Cláudia Maria Patrício Souza Costa da Silva, 52 anos, caso confirmado no dia (05/03), internada em isolamento na UTI do Hospital Regional da Asa Norte, que permanece em estado gravíssimo, em coma induzido, respirando por aparelhos foi considera como ‘morta viva’ por um médico da UTI.

“Temos que ser francos, a viabilidade dessa paciente encontra-se nos aparelhos que ainda a mantém viva. É uma paciente ‘morta viva’ que estamos fazendo todo o possível contra o óbvio” afirma o médico intensivista do HRAN que pediu anonimato.

BOLETIM MÉDICO PACIENTE HRAN, DF DIA 18/03/2020

Paciente internada em isolamento na UTI do Hospital Regional da Asa Norte permanece em estado grave, em coma induzido, respirando por aparelhos. Houve piora do quadro respiratório. Apesar de função renal preservada, ela apresenta síndrome respiratória aguda severa, além de comorbidades que agravam o quadro clínico.A paciente está sob cuidados intensivos da equipe multidisciplinar e todo suporte técnico-científico.

Leave a Comment