Embriagada – Adriana Felisberto Pereira: “Eu estourei a cabeça dela porque ela passou na minha frente.”

Por: Redação

A bêbada Adriana Felisberto Pereira, 33 anos, foi levada para o presídio por dirigir embriagada, segundo policiais, mas liberada mediante alvará de soltura. Já Luísa Lopes, 24 anos, morreu após ser atropelada por Adriana quando andava de bicicleta na Avenida Dante Michelini.

Adriana Felisberto Pereira

Em um vídeo gravado momentos depois do atropelamento que matou a ciclista Luísa Lopes, de 24 anos, na noite desta sexta-feira (15), em Vitória, a motorista do veículo envolvido aparece conversando com policiais que atenderam à ocorrência. Ao ser questionada por um deles se tinha consciência do atropelamento, Adriana Felisberto Pereira, de 33 anos e que é corretora de imóveis, respondeu:

“Eu tenho (consciência do que aconteceu). Quero meu carro pra trabalhar e olha como meu carro está”.

Na sequência, a corretora de imóveis é advertida por uma policial, que diz: “A senhora está preocupada com o carro, você acabou de estourar a cabeça de uma menina. Então, pelo menos, fique em silêncio”. Adriana, por sua vez, responde:

“Eu estourei a cabeça dela porque ela passou na minha frente.”

Adriana foi levada ao presídio por dirigir embriagada, segundo policiais. No entanto, na audiência de custódia, a Justiça decidiu liberá-la para que responda ao processo em liberdade. No documento da audiência, o juiz disse, com base no auto de prisão em flagrante registrado, que os policiais teriam recebido informações no local do acidente de que a vítima teria sido atropelada por outro carro e arremessada contra o automóvel de Adriana (leia mais aqui).

Com informação do g1

Comentários