Veja as facas apreendidas no Centro Educacional 01 da Estrutural que virou Colégio Cívico Militar após a militarização

Por: Ivan Rodrigues

Policiamento presente na escola

O Centro Educacional 01 da Estrutural, que iniciou em 11/02/2019, o projeto-piloto de gestão compartilhada pelas Secretarias de Educação e da Segurança Pública, passando a se chamar Colégio Cívico Militar da Estrutural, tem passado por grande aprendizado pós gestão da PM na unidade.

Em apenas 50 dias, já foram aplicadas 2.400 advertências (FO’s); 14 ocorrências policiais militares diversas, dentre brigas, ameaças e apreensão de facas (5 no total); houve a suspensão de mais de 15 alunos envolvidos em questões graves na escola, sendo os mesmos encaminhados para o Serviço de Orientação Educacional (SOE) e uma média de 16 alunos que foram encaminhados ao Conselho Tutelar. 

Os militares que ali trabalham dizem acreditar na educação, acreditar nesses jovens e acreditar que só ocorre a mudança de comportamento, quando ocorre a mudança de mentalidade. Afirmam passar valores e princípios, respeito e disciplina.
Por fim, afirmam que ainda há muito a fazer, mas estão fazendo muito em apenas 50 dias de comando.
A regra da equipe é: olhar com compaixão; não julgar e não condenar.

Frente a alta de casos de violência nas escolas do Distrito Federal, o Governador Ibaneis Rocha ordenou mais policiamento nas áreas próximas às escolas de maior risco para minimizar as ocorrências.

“São quase 700 escolas no Distrito Federal. O que eu tenho pedido ao Comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal é que reforce principalmente nas áreas onde a insegurança é maior”, ressaltou Ibaneis.

No começo deste ano, a Polícia Militar formou 491 praças que já estão trabalhando nas ruas, e outros 750 finalizaram os treinados sendo colocados a serviço da comunidade até o fim deste mês.

Comentários