Até este momento, Vladimir Putin exerce o papel de homem mais poderoso do planeta

Por: Redação

Rússia e Ucrânia – A guerra chega ao 25º dia, neste domingo, sem cessar-fogo e com cobrança a China por parte do presidente Joe Biden.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden conversou com o presidente chinês Xi Jinping por quase duas horas na manhã de sexta-feira (18/3), o assunto principal foi a invasão russa na Ucrânia.

Informações que Moscou pediu ajuda a Pequim em sua guerra, alertou Biden que preocupa, resolveu explicar a Xi as consequências negativas que aguardam a China se ele concordar com o pedido.

Laia também:

Entenda a guerra Rússia x Ucrânia em quatro quadrantes

Biden e Xi concordaram em trabalhar pela paz na Ucrânia, mas discordaram profundamente sobre quem é o responsável pela invasão russa já que a China e Rússia são aliadas de primeira hora.

Xi alfinetou que os Estados Unidos forçaram a reação de Putin ecoando um dos pontos de discussão reforçado silenciosamente por Moscou.

Análise oficiais de Pequim deixam claro que a posição de Xi era que os EUA e a Europa provocaram o presidente russo, Vladimir Putin, a atacar a Ucrânia ao expandir a OTAN para a Europa Oriental.

Porta-vozes dos governos russo e chinês negam publicamente que a Rússia tenha procurado a China para ajudar em sua guerra contra a Ucrânia.

A ligação entre Biden e Xi começou pouco depois das 9h da manhã, horário dos EUA, e, por volta de 21h, em Pequim com duração pouco menos de duas horas. Um tempo extraordinariamente longo para uma ligação presidencial com o líder adversário dos EUA.

Comentários