Funcionários devem ser vacinados até o final do ano ou serão demitidos

Por: Ivan Rodrigues

Agência de trânsito ampliou a data limite de vacinação obrigatória para seus funcionários.

John Sandeman / CBC

O TTC – Toronto Transit Commission anunciou na sexta-feira (15) que está ampliando o prazo que impôs aos funcionários para serem totalmente vacinados contra o COVID-19, ao mesmo tempo que revelou que os funcionários não vacinados serão demitidos no final de 2021.

Trabalhadores que não foram vacinados ou que não compartilharam seu status de vacinação até 20 de novembro serão colocados em licença sem vencimento até serem vacinados, disse a agência em um comunicado à imprensa. Aqueles que não cumprirem até 31 de dezembro serão demitidos.

Essas medidas não se aplicam a funcionários com acomodação aprovada pelo Código de Direitos Humanos de Ontário ou isenção médica, disse a agência em um comunicado à imprensa, acrescentando que nenhuma decisão foi tomada ainda sobre como acomodar esses trabalhadores.

“É uma pena que tenhamos de tomar essas medidas”, disse o CEO da TTC, Rick Leary, em um comunicado.

“O TTC é um serviço essencial e precisamos que seja um lugar seguro para todos. Faremos tudo o que pudermos para defender nosso valor fundamental de segurança.”

O TTC já havia dito que todos os funcionários do TTC, incluindo estagiários e contratados que trabalham para a agência de trânsito, devem receber as duas doses da vacina contra a COVID-19 aprovada até 30 de outubro.

No entanto, a agência revisou o prazo na sexta-feira, dizendo que está sendo adiado para 20 de novembro, já que mais de 600 trabalhadores receberam sua primeira dose nas últimas semanas.

“Quero agradecer a todos que foram vacinados e revelaram seu status para nós”, disse Leary. “Este é um passo importante para colocar a pandemia para trás e garantir que estamos fazendo tudo o que podemos para manter nossa família, amigos e comunidades saudáveis.”

Na sexta-feira, a agência disse que cerca de 85 por cento de seus 15.061 funcionários ativos compartilharam seu status de vacinação, dos quais 89% estão totalmente vacinados e 11% com uma dose. No total, 83% dos trabalhadores sindicalizados e 93% dos não sindicalizados compartilharam sua situação vacinação contra a Covid.

A agência diz que está fazendo planos de contingência para 21 de novembro caso alguns funcionários não queiram ser vacinados e não possam trabalhar, mas também observa que o horário programado “pode ​​precisar ser reduzido dependendo da disponibilidade de pessoal”.

Para compensar quaisquer transtornos, o TTC diz que está analisando uma série de ações, incluindo acelerar o processo de contratação de operadores, pedir aos aposentados que voltem ao trabalho, reciclar pessoas para trabalhar em diferentes cargos e aumentar temporariamente as horas extras.

Comentários