O Grande Inspetor-Geral da Ordem da Maçonaria o vice-presidente da República, Hamilton Mourão está sem futuro político para 2022?

Por: Redação

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que alcançou o grau mais alto da maçonaria tornando-se o Grande Inspetor-Geral da Ordem está sem um futuro político definido para 2022.

Isso porque o presidente Jair Bolsonaro tem sido pressionado por grupos de influentes líderes evangélicos – que não fazem parte da maçonaria – para rompimento com Mourão nas eleições de 2022.

Leia também: Bolsonaro com um vice presidente ‘terrivelmente evangélico’

Bolsonaro terá que fazer um dura escolha e se posicionar desagradando a maçonaria ou os evangélicos mais radicais que estão fora das Ordens Maçonicas. Ou, escolher entre os líderes protestantes que fazem parte da ordem.

Registro de candidatura

Como em todas as fases do processo eleitoral, o registro de candidaturas também está sujeito a prazos, portanto, tem período certo para iniciar e para terminar. O prazo começa a partir do dia em que o partido realiza a convenção partidária, que devem ocorrer entre os dias 10 e 30 de junho do ano eleitoral. É possível que algum partido faça a convenção logo no início do prazo e que, imediatamente, solicite o registro dos candidatos escolhidos. Ao contrário do prazo de início, a data de término é fixa e ocorre sempre no dia 5 de julho do ano da eleição. Nesse dia, a Justiça Eleitoral encerra o recebimento dos pedidos de registro de candidatura apresentados por partidos políticos.

Comentários