Aplicativo NHS Covid Pass – Passaportes dos vacinados

Por: Redação

NHS Covid Pass está disponível para telefones celulares

O NHS Covid Pass está disponível para telefones celulares permitindo que as pessoas comprovem que foram totalmente vacinadas.

Aqueles que ainda não receberam a vacina também podem enviar um teste negativo recente ou anticorpos de já ter tido vírus nos últimos seis meses.

Talvez também tenha interesse: Passaporte digital com carimbo de vacinado da Covid podem ser considerados

O APP será implantado primeiro em grandes eventos-piloto, incluindo os campeonatos de tênis de Wimbledon e os jogos de futebol Euro 2021.

Por enquanto o acesso só estará disponível para quem tiver ingressos para os eventos teste, que receberão um código especial para fazer o download. Os britânicos poderão usar o aplicativo do NHS como passaporte de vacinados. 

Se os testes forem bem-sucedidos, ele poderá ser divulgado para o público em geral em um futuro próximo.

Tony Blair disse que “não faz sentido nenhum tratar aqueles que foram vacinados da mesma forma que aqueles que não foram”.

Questionado sobre se o plano de passaporte criaria uma sociedade “discriminatória” de dois níveis, Blair disse: “Acho que a palavra discriminação tem um significado muito forte na língua inglesa agora, mas realmente quando se trata de gestão de risco, trata-se de discriminação . “

“A razão pela qual vacinamos os idosos primeiro é porque eles estão em maior risco.

“Já que todo mundo vai poder se vacinar, acho realmente importante que as pessoas sejam estimuladas a se vacinar.

“Também damos sugestões sobre como você pode obter provas adequadas de vacinação.”

Seu think tank, o Tony Blair Institute for Global Change argumenta que “o status da vacina é importante” e que os passes de saúde podem “permitir que os cidadãos provem seu status de maneira segura e preservando a privacidade”.

Em um relatório intitulado “Menos risco, mais liberdade”, disse que até o momento, as medidas destinadas a reduzir a propagação da doença trataram as populações como grupos amplamente homogêneos.

Como resultado, as restrições – como bloqueios nacionais, sistemas regionais e escolas inteiras fechadas após surtos – têm sido instrumentos contundentes.

“Enquanto o mundo não for vacinado em grande parte e o risco de uma nova variante permanecer significativo, é vital que tenhamos uma alternativa à ferramenta cega de bloqueios para permitir que o país viva com liberdade e segurança.”

O homem de 68 anos, que serviu como PM de 1997 a 2007, deixou claro que isso envolveria discriminar entre vacinados e não vacinados, acrescentando: “Exceto por razões médicas, as pessoas devem ser vacinadas.”

Comentários