A semelhança entre Bolsonaro e Lula está nos filhos

Por: Ivan Rodrigues

Quem nunca deu palpite sobre a criação dos filhos dos outros e depois pagou com a língua ao ter seus próprios filhos?

Quando se tem uma vida pública – neste período de intensas redes sociais – é preciso tomar extremo cuidado com os filhos levados da breca, ainda mais quando se chega ao mais alto posto de uma nação.

Primeiro foi o ex-presidente Lula, agora, o atual presidente Bolsonaro passa por situações delicadas em razão de seus filhos extrapolarem a linha tênue da política em um sistema reativo como o do Brasil.

No dia 10 de dezembro de 2019, a Polícia Federal deflagrou uma nova fase da operação Lava Jato que tinha como objetivo investigar fraudes em contratos celebrados por empresas do grupo Oi/Telemar em favor da Gamecorp/Gol, controlada pelo filho do ex-presidente Lula, Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, e seus sócios Fernando Bittar, Kalil Bittar e Jonas Suassuna.

O Ministério Público chegou a pedir a prisão do filho de Lula, seus sócios e outros cinco diretores do Grupo Gol.

“O espetáculo produzido hoje pela Força Tarefa da Lava Jato é mais uma demonstração da pirotecnia de procuradores viciados em holofotes que, sem responsabilidade, recorrem a malabarismos no esforço de me atingir, perseguindo, ilegalmente, meus filhos e minha família”, afirmou Lula.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em Dallas (16/05/19), no último dia de sua segunda viagem aos Estados Unidos que seu filho Flávio, senador pelo PSL-RJ, estava sendo perseguido pelas investigações do Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro. Para o presidente, as investigações eram para atingi-lo.

“Agora estão fazendo esculacho em cima do meu filho. Querem me atingir? Venham pra cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar,” disse Bolsonaro

As situações de filhos que envolvem Bolsonaro e Lula vão muito além destes casos, há inúmeras, daria para escrever livros.

O ponto de convergência entre ambos, até possivelmente nós; é a defesa cega, sem erudição, incondicional que fazem dos seus levados da breca.

Comentários