Um governo para todos. GDF vai capacitar pessoas com deficiência

Por: Redação

Organizações da sociedade civil têm até esta segunda (7) para participar de edital que prevê parceria com a Secretaria de Trabalho

No Distrito Federal, menos de 30% das vagas oferecidas, nas agências do trabalhador, para pessoas com deficiência são preenchidas. Para melhorar o índice e realizar a inclusão desse público no mercado, o Governo do Distrito Federal planeja um programa de qualificação profissional.  

Fique sabendo também: Pessoas com deficiência | Dá orgulho em saber | Em 2019, foram entregue 282 casas; em 2020, já são 165 contempladas

Foi publicado no Diário Oficial do DF um chamamento público para selecionar organizações da sociedade civil (OSC) para, em parceria com a Secretaria de Trabalho (Setrab), implementar e administrar o Lab-INCLUi, uma iniciativa de apoio a projetos de empreendedorismo e capacitação voltados especialmente às pessoas com deficiência.

Brasília hoje não possui empresas especializadas na manutenção e adaptação de cadeiras de rodas, por exemplo. Por isso, nosso foco não é só inserir, mas também constituir novos profissionais que possam dar manutenção nestes equipamentos Thales Mendes, secretário do Trabalho

O secretário do Trabalho, Thales Mendes, explica que o LAB-INCLUi vai ajudar no campo de manufatura de materiais para pessoas com deficiência, como cadeiras de rodas e próteses 3-D. “Brasília hoje não possui empresas especializadas na manutenção e adaptação de cadeiras de rodas, por exemplo. Por isso, nosso foco não é só inserir, mas também constituir novos profissionais que possam dar manutenção nestes equipamentos”, ressalta.

“Queremos tanto prestar esses serviços como também ajudar as pessoas com deficiência a encontrar um bom emprego”, detalha. Para Thales Mendes, a iniciativa está além da simples inclusão no mercado de trabalho. “Vamos trabalhar os valores de respeito ao próximo, diante de todas as dificuldades que o cotidiano impõe, queremos oferecer dignidade para as pessoas. Tudo que estiver inserido nesse contexto, é válido”, finaliza o secretário.

Inscrições até segunda (7)

De acordo com o aviso, as instituições devem buscar o edital completo do projeto até a próxima segunda (7) de duas maneiras: diretamente na sede da Setrab (Setor Comercial Sul – SCS, Quadra 06, Lotes 10/11, Edifício Guanabara, 6º Andar), das 9h às 12h e das 14h às 18h, em dias úteis, ou pelo site da Secretaria .

Com o edital em mãos, as organizações interessadas devem enviar para a Setrab suas respectivas documentações, comprovação de expertise e plano de trabalho. Munida dos dados, a comissão de seleção da pasta fará a classificação das instituições e, a partir daí, vai escolher a melhor proposta para assinar o termo de colaboração definitivo. A previsão da Secretaria é de que isso ocorra ainda este mês.

Parceria de sucesso

O LAB-INCLUi é mais um capítulo da efetiva cooperação entre a Setrab e a Secretaria da Pessoa com Deficiência (SPD). Um dos exemplos disso é a Agência do Trabalhador da 112 Sul, referência no atendimento para pessoas com deficiência, equipada com equipe de tradução em libras e pisos táteis. Os esforços em conjunto já produziram resultados expressivos: este ano, o DF se tornou líder em inserção de PCD no mercado de trabalho.

A parceria de sucesso não ficaria de fora do LAB-INCLUi, como explica o secretário: “Foi uma demanda que veio de lá que incentivou a constituição desse projeto.  A SPD será parceira nesse processo, a pauta da deficiência é muito transversal”.

A secretária de Pessoa com Deficiência, Rosinha do Adefal, ressalta alguns esforços que a pasta faz junto ao setor produtivo e que poderão ser beneficiados pela iniciativa. “Fazemos uma orientação às empresas sobre aquilo que elas precisam investir em tecnologias, melhorias físicas, cursos de libras, entre outras coisas”, afirma.

Comentários