Chavões usados pela ‘esquerda’ estão proibidos na Esplanada dos Ministérios

02 de Setembro de 2019

Em recente reunião no Ministério da Saúde, do programa Médicos pelo Brasil,  para organização de um seminário, uma servidora pública presente à reunião, atreveu-se a usar o termo “organizar oficinas”, causando um mal estar em seu chefe bolsonariano.

Advertida educadamente, por seu superior, que o terno “oficinas” remonta questões passadas e o mais apropriado seria mini-seminários, deixando no AR para os presentes, que os chavões de esquerda estão abolidos da Esplanada.

Separamos alguns termos do – Dicionário Terminológico da Esquerda – para você não fazer feio na Esplanada na hora da reunião

  “ABORTO” = Prática defendida por esquerdistas para: 1) acabar com a noção de responsabilidade individual da população; 2) escarnecer a igreja católica; 3) dar um chega pra lá nos “tubarões” da indústria farmacêutica e seus anti concepcionais; 4) fazer com que a população dependa cada vez do estado para o planejamento familiar 5) e, finalmente, evitar o aumento populacional, já que o socialismo não dá vida digna para quase ninguém.

“ABUSO DE PODER” = Qualquer repressão policial bem sucedida no sentido de restabelecer a lei e a ordem em algum lugar.

“AÇÃO AFIRMATIVA” = Ações com o objetivo de impedir que “AFRO BRASILEIROS” tenham uma educação de verdade e subam na vida com seu próprio talento. Além de criar a idéia revanchista de que “AFRO BRASILEIROS” tem que viver as custas de outras etnias só porquê os tataravôs foram escravizados.

“AFRO BRASILEIRO” = Qualquer indivíduo que tenha pele escura, mesmo que tenha nascido no Brasil e nada tenha a ver com o continente africano.

“AGRESSÃO AO POVO” = Qualquer crítica contra algum ditador de plantão. Ex: Criticar Hugo Chávez é uma “agressão ao povo” venezuelano.

“ALIENADO” = Alguém que acredita que o Brasil não tem segurança pública decente, que o Brasil não vai crescer, que o desemprego nestepaiz é alto e que o governo Lula é corrupto.

“ANISTIA” = Perdão á guerrilheiros que tentaram implementar o totalitarismo comunista no País acompanhado de uma grande mamata financeira de grandes valores e paga pelo contribuinte. Esta foi concedida aos “PERSEGUIDOS POLÍTICOS” quando muitos dos companheiros destes “PERSEGUIDOS POLÍTICOS” chegaram ao poder. Tem como objetivo a realização do grande sonho dos “PERSEGUIDOS POLÍTICOS”que é o de ganhar dinheiro sem trabalhar.

“ANTI-FASCISMO” = Termo que os esqerdistas usam para fingir que eles é que são democráticos.

“AQUECIMENTO GLOBAL” = A nova bandeira de muitas viúvas do muro de Berlim e de arautos de burocracias estatais e globais. Tudo para justificar um controle estatal cada vez maior da economia e da vida das pessoas e para acabar com a economia de mercado. Costuma sempre aparecer quando a economia mundial vai bem.

“ASSÉDIO MORAL” = É quando qualquer trabalhador é cobrado por desempenho, mesmo quando este é incompetente ou desonesto, para a contrariedade do esquerdista, que acha que todos os empregos devem ser como os empregos públicos.

“BEM COMUM” = Bem dos burocatas do governo e do partidão no poder.

“BOMBA SOCIAL” = Bomba de mentira criada para facilitar expropriações de riqueza da sociedade. Acredita-se que ela estoura na mão de todo aquele que não deseja dividir suas riquezas com indivíduos “EXCLUÍDOS”.

“BURGUÊS” = Indivíduo que conseguiu subir na vida sem a ajuda do estado.

“BURGUESIA” = Grupo de indivíduos que não precisam do estado para sobreviver sendo imunes á dominação governamental para ressentimento de socialistas e populistas no poder.

“CAMARADA DE ARMAS” – ex-terrorista, ex-assaltante de banco, ex-guerrilheiro, ex-sequestrador, ex e atual traidor de seu país. Governando, distribui polpudas indenizações aos comparsas marginais. Ao mesmo tempo, rouba das famílias dos mortos por eles o que lhes é devido (Ver “Mario Kozel” no Google). Sinonímia: covarde, terrorista, gângster, comunista, amigo de ditadores, arautos do genocídio, “PROGRESSISTAS”.

“CANDIDATO DE ESQUERDA” = Candidato antidemocrático, stalinista, trotskista.

“CANDIDATO DE CENTRO” = Candidato de esquerda.

“CANDIDATO DE DIREITA” = Candidato de centro ou fisiológico.

“CANDIDATO DE ULTRADIREITA OU FASCISTA” = Candidato com um pouco de tendências liberais ou conservadoras.

“CAPITAL ESPECULATIVO” = Um ser mitológico. É o diabo, o satanás, o coisa ruim. A esquerda acredita que este causa fome, miséria e destruição em massa por onde passa como grandes nuvens de gafanhotos. Tudo para não dizer que a causa da fome, miséria e destruição em massa na verdade são as idéias que a esquerda prega.

“CAPITALISMO” = Sistema econômico onde a pessoa precisa trabalhar e investir para ganhar dinheiro para desespero do esquerdista que quer só ganhar dinheiro.

“CENTRALISMO DEMOCRÁTICO” = Simplesmente centralismo. De democrático não tem nada

“CIDADANIA” = Obediência total e incondicional á um monte de leis feitas por políticos e burocratas por mais absurdas, esdrúxulas e autoritárias que elas sejam.

“CIDADÃO” = O Homem massa da esquerda, alguém que nega sua individualidade em prol do coletivismo.

“CLASSE TRABALHADORA” = Classe de burocratas, sindicalistas, badernairos e membros do partidão.

“COLETIVISMO” = Negação do indivíduo que deixa de ser um fim em si mesmo e se torna um mero ser sacrificável em prol de qualquer ditatura coletivista de plantão.

“COMPANHEIRO” = Quase sempre tão vagabundo quanto seus amigos de militância, ex-maconheiro na faculdade (se é que fez alguma), quase jubilado, “Lombardi” (nunca aparece), lustrador de carteira. Se for operário, quase sempre é incompetente (perder dedo em torno,etc). Quando vai trabalhar(?), reclama de tudo… Quando é demitido, continua reclamando e ainda usa o pontapé do patrão como desculpa para a vadiagem.

“COMUNISMO” = Sistema totalitário de governo que assassinou mais de 100.000.000 de pessoas no século XX. Não é preciso dizer mais nada.

CONJUNTO DA SOCIEDADE” = No mesmo contexto de “POVO”, incluindo-se aí os “MOVIMENTOS SOCIAIS”(muito pronunciado pelo ministro “Farso” Genro).

“CONQUISTAS SOCIAIS” = Mamatas de empregados (sobretudo burocratas do estado), que fazem assalariados ganharem cada vez mais e trabalharem cada vez menos resultando assim em MAIS impostos, MAIS custos para produtos e serviços e MAIS oferta de empregos na China.

“CONSERVADOR” = Qualquer indivíduo não engajado em causas ecológicas, raciais, umbandistas, sindicais, humanistas, pacifistas, abortistas, feministas, gays, socialistas e anti-globalização.

“CONSIÊNCIA” = Doutrinação e babação de ovo da população pelas teorias furadas da esquerda.

“CONSTRUÇÃO DA NOVA SOCIEDADE” = Idéia baseada na NEP de Lênin e outros facínoras.

“CORONELISMO” = Governos populistas que não tem uma roupagem de esquerda, embora tenham idéias e práticas muito semelhantes com esta ideologia.

“CORRUPÇÃO” = É quando um político NÃO PETISTA ou não esquerdista rouba.

“COTAS” = Forma simulada de preconceito pra chamar os beneficiados de incompetentes.

“CRIMINALIZAÇÃO DE MOVIMENTOS SOCIAIS” = Alguém finalmente descobrir que os “MOVIMENTOS SOCIAIS” cometem crimes como: invasões, depredações, saques, roubos e extorsões.

“CRISE DO CAPITALISMO” = Onda de desemprego e estagnação econômica em alguns países do ocidente causada por excesso de impostos, leis trabalhistas, benefícios sociais, burocracia e dirigismo estatal.

“CRESCIMENTO ECONÔMICO” = É quando o País cresce mais de 3% ao ano para a alegria dos petistas no poder já que o PT dificilmente consegue fazer o País crescer mais do que isso. Se fosse no tempo do FHC, os mesmos 3% seriam chamados pelos petistas de “recessão causada pelo neoliberalismo”.

“CONTROLE PÚBLICO ou POPULAR” = Controle sindical, corporativista e partidário de qualquer empresa ou órgão público.

“CONSPIRAÇÃO” = É quando a imprensa publica informações que comprometam a imagem de idoneidade ou de competência de um governo de esquerda, já que a esquerda sempre acha que seus governos são honestos e perfeitos.

“DEMOCRACIA BURGUESA” = A democracia.

“DEMOCRACIA DIRETA” = É quando governos eleitos democraticamente dão um surto populista sufocando os poderes legislativo, judiciário e outras intituições democráticas. Tudo sob o pretexto de governar diretamente com o “POVO”. O resto da história muita gente já sabe. Adolf Hitler e Hugo Chavez são grandes exemplos de democratas diretos.

“DEMOCRACIA SOCIALISTA” = Ditadura no molde castrista ou stalinista e com eleições de mentirinha onde o candidato no poder sempre ganha com no mínimo 80% dos votos e sempre com somente um partido na disputa.

“DEMOCRATIZAÇÃO” = Tornar qualquer coisa dócil à causa socialista, principalmente os meios de comunicação.

“DESENVOLVIMENTISMO” = Gastança desenfreada de dinheiro público.

“DESMONTE ou SUCATEAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO” = Qualquer reforma administrativa que torne a máquina pública mais eficiente e menos onerosa para o contribuinte.

“DESIGUALDADE” = É quando cada um ganha de acordo com seus conhecimentos, habilidades e méritos. Também é um pretexto para que governos tirarem dos “ricos” para dar um mínimo aos pobres e ficar com o muito que sobra.

“DESVIO ÉTICO” = É quando um político PETISTA ou de esquerda rouba.

“DIMINUIÇÃO DAS DESIGUALDADES SOCIAIS” = Empobrecimento generalizado da classe média.

“DIREITO ALTERNATIVO” = É quando advogados e juízes remontam aos seus velhos tempos de maconheiros revoltados de faculdade não aplicando as leis de um país em julgamentos e processos. Tudo porque se acham no direito de relativizar a lei em virtude da “LUTA DE CLASSES” e do totalitarismo socialista. O objetivo do direito alternativo é colocar á vítima na cadeia em lugar do agressor porque a vítima é “BURGUESA” e o agressor é “EXCLUÍDO”.

“DIREITO DE DECIDIR” = Bandeira de feministas abortistas, defendendo o “direito de decidir”. Mas sempre sobre a vida alheia é claro.

“DIREITA” = Qualquer corrente política que seja diferente do stalinismo ou do trotskismo.

“DIREITOS” = Termo utilizado para justificar que alguns indivíduos vivam às custas de outros.

“DIREITOS DO TRABALHADOR” = Ver em: “CONQUISTAS SOCIAIS”.

“DIREITOS HUMANOS” = Preocupação total com o bem estar de bandidos, guerrilheiros e terroristas.

“DIREITOS SEXUAIS E REPRODUTIVOS”= Direitos homossexuais (paradas gays financiadas pelo contribuinte) e anti reprodutivos (legalização do aborto).

“DISTRIBUÍÇÃO DE RENDA” = Transferência de renda do contribuinte para o estado.

“DIVERSIDADE” = Considerar qualquer tipo de cultura (exceto a ocidental), religião (exceto a judaico cristã) ou comportamento sexual (exceto o heterossexualismo monogâmico) como dignos de respeito e admiração.

“DOMINAÇÃO CULTURAL” = Gosto por filmes e músicas em inglês para infelicidade de esquerdistas nacionalistas que gostariam que a população somente assistisse filmes como Carandiru e Central do Brasil e ouvisse somente música sertaneja e forró. Tudo com muito financiamento estatal é claro.

“DITADURA” = Qualquer governo que impeça revolucionários esquerdistas de tomarem o poder, mesmo sendo governos democráticos.

DÍVIDA” = É quando governos populistas gastam mais do que arrecadam deixando a conta para as gerações futuras.

“ECOLOGIA” = Conceito que presume a lógica de que a humanidade destrói a natureza. Logo, defende a destruição da humanidade para que se poupe a natureza.

“ECONOMIA SOLIDÁRIA” = É quando o governo gasta dinheiro para promover feirinhas chinelonas de produtos de quinta categoria só para dizer que apóia a livre iniciativa.

“EDUCAÇÃO CIDAD” = Doutrinação sofrida por crianças para que estas se transformem em novos homens socialistas.

“EGOÍSTA ou INDIVIDUALISTA” = Qualquer pessoa que queira trabalhar e usufruir integralmente do fruto de seu trabalho.

“ELITE” = Classe média que se mata de trabalhar, paga imposto e só se ferra. Mas ainda tem que ficar feliz porquê é privilegiada.

“ELITE INTELECTUAL FORMADORA DE OPINIÃO” = Pessoas com exposição na mídia que só falam bobagens marxistas.

“ELITISTA” = Qualquer coisa que exista para beneficiar a classe média ou quem se esforça para entrar nela. Como se a classe média não tivesse direito algum, sequer o de existir.

“ENTREGUISTA” = Aquele que torna as empresas mais eficientes e produtivas passando-as do estado para a iniciativa privada.

“ERROS COMETIDOS” = É quando um governo de qualquer ideologia faz alguma coisa para melhorar a economia do país tais como: privatizações, leis de responsabilidade fiscal, reformas administrativas, diminuição de impostos ou qualquer coisa de desagrade a esquerda militante. Também serve para designar desastres humanitários cometidos por governos socialistas no século XX. Tudo para dizer que aquilo não era obra do socialismo e sim simplesmente “ERROS COMETIDOS” por governos que se “desviaram” do socialismo.

“ESPECULADOR” = Pessoa que investe no mercado de ações ou em outros fundos e ativos. Algo que o esquerdista não conhece e nem faz questão de conhecer.

“ESTADUNIDENSE” = Norte Americano na linguagem esquerdamente correta.

“ÉTICA NA POLÍTICA” = É quando o PT rouba dinheiro público sozinho, sem a concorrência de nenhum outro partido.

“EU NÃO QUERO VENCER NA VIDA” = Eu quero viver a minha vida inteira sendo sustentado pelo papai ou pelo estado.

EXCESSO DE DEMOCRACIA” = Termo criado pelo nosso supremo apadeuta. É quando a democracia fica completamente controlada por socialistas, desaparescendo aos poucos como na Venezuela.

EXCLUDENTE“= Meritocrático.

“EXCLUÍDO” = Alguém que se acha no direito de viver ás custas de outras pessoas.

“EXCLUSÃO DIGITAL” – Conceito pelo qual se entende que todos nós precisamos obrigatoriamente do estado para ter um computador e que justifica o processo de “INCLUSÃO DIGITAL”.

“EXCLUSÃO SOCIAL” = Termo usado para justificar a dominação estatal sobre indivíduos e que também justifica o termo “INCLUSÃO SOCIAL”.

“EXPLORAÇÃO” = Qualquer tipo de trabalho assalariado. Com exceção de empregos públicos com salários acima de R$ 5000 por mês e carga horária de no máximo 36 horas semanais.

“FASCISTA” = Segundo xingamento favorito da esquerda contra seus desafetos, sobretudo contra qualquer pessoa inteligente que vence um esquerdista em um debate.

“FEMINISMO” = Conceito que confunde amor, sexo e casamento com luta de classes. Prega que homens e mulheres devam ser exatamente iguais ou então que as mulheres devem se libertar da “opressão masculina” e devam viver sozinhas ou com outras mulheres. Este conceito as vezes acaba no primeiro pneu furado ou na hora de pagar a conta do restaurante.

“FMI” = Órgão internacional que auxilia governos com problemas financeiros. A esquerda ficou com raiva quando o FHC recebeu o empréstimo deles, mas ficou feliz quando o Lula não deu calote depois.

“FOME” = Toda e qualquer situação em que a população não depende do estado para comer. Mesmo em uma população com mais gordos do que esfomeados.

“FUI TRAÍDO” = O termo é muito utilizado por militantes e eleitores do PIÇOL. É quando a transição do país para o socialismo não obedece à velocidade desejada pelos militantes da esquerda trotskista. Eles não entendem a máxima do camarada Lênin: É preciso dar uma corridinha para trás para dar um grande salto para frente (que na verdade é um salto para o precipício).

“GASTOS SOCIAIS” = Salários e aposentadorias de burocratas do estado e membros do partidão.

“GOLPE” = Quando um esquerdista sai do poder. Mesmo que por via democrática.

“GOLPE MILITAR” = É uma intervenção militar contra bandidos, terroristas e revolucionários para reestabelecer a lei e a ordem em um país.   (sugestão de maurovs)

“GOLPISTA” = Qualquer um que queira tirar um esquerdista do poder por via eleitoral democrática ou por via legal.

“GRANDE CAPITAL” = Empresas que cresceram e se tornaram multinacionais sem ajuda estatal.

“GRANDES POTÊNCIAS” = Países cuja liberdade econômica e bons níveis de educação propiciou desenvolvimento e enriquecimento de seus habitantes. Mas o esquerdista sempre acha que desenvolvimento e riqueza são coisas “roubadas” de outros países.

“GRANDES CORPORAÇÕES” = Empresas cuja eficiência de seus produtos e serviços melhorou a vida das pessoas para contrariedade da esquerda que acha que só o estado pode fazer isso.

“GUINADA PARA A DIREITA” = Qualquer interrupção ou resistência por parte da população ou de governos à revolução gramsciana vigente na sociedade. O termo se aplica também quando um governo de esquerda rouba, aí se diz que este governo guinou para a direita porquê o esquerdista sempre se acha honesto.

“HOMEM DE LUTA” = Facínora que rouba, tortura, mata e provoca desordem social. Tudo por alguma causa totalitária socialista.

“HOMOFÓBICO” = Alguém que não considera lindo e divino o ato de duas pessoas do mesmo sexo se beijarem e transarem, e (ou) que acha engraçado e estranho ver um homem vestido e caracterizado como mulher ou querquer tipo de ser criado pelo imaginário da sexualidade humana.    

“HUMANISTA” = É Aquele que defende “seres humanos” que querem destruir outros “seres humanos” mas que segundo o humanista não podem ser punidos, pois são “seres humanos”.

“IGUALDADE” = Todos vivendo “iguais” na miséria.

“IMPERIALISMO” = Intervenção militar ou econômica de um país em outros países, mesmo em países em conflito ou com crise econômica e humanitária. Para o esquerdista o termo nunca se aplica à antiga União Soviética, esta sim, imperialista de verdade.

“IMPERIALISTA” = Investidor estrangeiro que gera empregos no país no qual ele aplica seu capital. Ou então países que queiram intervir em assuntos de outros países.

“IMPRENSA DEMOCRÁTICA” = Imprensa controlada pelo governo e pelo partidão.

“IMPRENSA GOLPISTA OU MANIPULADORA” = Imprensa livre.

“INCLUSÃO DIGITAL” = Uma forma de tornar todos nós escravos do estado no processo tecnológico globalizante pela imposição e obrigatoriedade do uso do computador. De preferência, sem programas da “IMPERIALISTA” Microsoft.

“INCLUSÃO SOCIAL” = Assistencialismo puro e simples; uma forma de retornar aos bons tempos do Coronelismo, transformando-nos em indolentes e dependentes do Estado. Não pensaram em usar o termo “melhoramento da infra-estrutura dos serviços públicos”.

“INTEGRAÇÃO E UNIÃO DOS POVOS” = Vários povos “unidos” sob a ditadura de um mesmo governo.

“INTERESSE COMUM” = Interesse de governos, mas que os próprios tomam como sendo da população.

“INTOLERÂNCIA” = É quando algum indivíduo tenta criticar atitudes, comportamentos, culturas e hábitos que não pertençam à civilização ocidental que a esquerda deseja destruir.

“INVESTIMENTOS SOCIAIS” = Aumento de salários e aposentadorias de burocratas do estado e membros do partidão.

“ISENÇÃO” = Criticar a direita o tempo todo mas dar uma alfinetadinha na esquerda de vez em quado só para fingir imparcialidade.

“JOVEM, O AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL” = Estudante de universidade pública federal, membro do DCE, militante do PT, PSOL ou PSTU e que usa camisa do Che Guevara. Também usam boinas com um broche de estrela vermelha (ou foice e martelo). E são vagabundos, sujos, vândalos, ignorantes e quase sempre maconheiros.

“JUSTIÇA SOCIAL” = Injustiça socialista. Exemplo: desapropriações, aumento de impostos, privilégios para burocratas do estado e esmolas para os pobres.

“LATIFUNDIÁRIO” = O agricultor ou pecuarista que produz alimentos de uma forma infinitamente mais eficaz e rápida do que na agricultura familiar, e com um custo final menor para o consumidor.

“LEVANTE POPULAR” = Formações de guerrilhas e grupos terroristas para tentativa de tomar o poder à força e “mudar a sociedade” do jeito que eles querem.

“LIBERDADE” = Baderna, irresponsabilidade, preguiça, roubalheira, putaria.

“LIBERDADE DE EXPRESSÂO” = Esquerdistas falando sozinhos.

“LIBERTADOR” = Qualquer governante que tenha acabado com a liberdade em um país transformando-o em uma ditadura socialista.

“LIBERTAR-SE DO CAPITALISMO” = Virar vagabundo.

“LIVRE COMÉRCIO” = Transações comerciais entre países sem protencionismo, cartel, dumping ou truste que são coisas que a esquerda odeia em outros países, mas adora em seus países.

“LUTA” = Greve, baderna, invasão, guerrilha, bandidagem, ócio e terrorismo.

“LUTA DE CLASSES” = Termo amplo que pode significar desde a usurpação de bens privados até o genocídio.

“MACHISTA” = Todo homem inteligente que vence uma mulher esquerdista em um debate ou qualquer homem que goste de transar com mulheres.

“MAIS VALIA” = Conceito que acha que o indivíduo tem que ser dono de tudo aquilo que produz e não produz. Inclusive de matérias primas que ele não compra, de produtos que ele não vende, de idéias que ele não cria e de empresas que ele não abre.

“MANIPULAÇÃO” = É quando aparece algo no jornal, na TV ou na internet que o esquerdista não gosta. Também serve para acusar alguém que não concorda com idéias esquerdistas “progressistas” que, supostamente, são vítimas de “manipulação” dos “poderosos”.

“MANIPULADO” = Alguém que prefere acreditar na “IMPRENSA GOLPISTA” do que acreditar na “IMPRENSA DEMOCRÀTICA”

“MÁRTIR” = Qualquer revolucionário, terrorista ou bandido que está sentado no colo do capeta.

“MANIQUEÍSTA” = Todo indivíduo que acha que bandido é bandido, assassino é assassino, terrorista é terrorista, ditador é ditador, bom é bom e mau é mau. Já que para a esquerda bandido é “EXPLORADO”, assassino é “EXCLUÍDO”, terrorista é “OPRIMIDO”, ditador é “LIBERTADOR”, bom é mau e mau é bom.

“MEDICINA ALTERNATIVA” = Negação total da eficiência da medicina ocidental. Gosto por práticas discutíveis de medicina como fitoterapia, cromaterapia, aromaterapia, macumbaterapia entre outras.

“MENTIROSO” = Um não esquerdista bem informado.

“MERCADO” = Conjunto de trocas voluntárias entre indivíduos livres e sem interferência do estado.

“MERCADO FINANCEIRO” = Lugar onde as pessoas colocam seu dinheiro a fim de obter rendimentos extras. Algo necessário para que o “POVO” compre a prazo no crediário e para que o governo tenha dinheiro para sua gastança.

“MERCANTILIZAÇÃO” = Obrigatoriedade de pagar por serviços e produtos, para infelicidade de esquerdistas que acreditam em almoço grátis.

“MINORIAS” = Grupos que se acham no direito de obter privilégios porque se consideram perseguidos e discriminados.

“MISÉRIA” = Toda e qualquer situação em que a população não depende do estado para sobreviver.

“MOVIMENTOS SOCIAIS” = Grupelhos organizados que defendem privilégios através de baderna, invasões, saques ou até mesmo terrorismo.

“MUDAR O MUNDO” =Tornar o mundo um lugar muito pior do que ja é.

“MULTICULTURALISMO” = Negação total à cultura ocidental, adoração a culturas primitivas e, muitas vezes, atrazadas, intolerantes, machistas e que cultuam a morte.

“MULTILATERALISMO” = É quando os países democráticos e capitalistas diminuem sua influência na geopolítica mundial em benefício de governantes que só gostam de democracia quando estão em assembléias da ONU.

“NAZISMO” = Um comunismo light.

“NAZISTA” = Primeiro xingamento favorito dos esquerdiatas contra os seus desafetos, sobretudo contra qualquer pessoa inteligente que esculacha um esquerdista em um debate.

“NACIONALIZAÇÃO” = Desapropriação forçada de propriedades e ativos privados. Tudo para que se tenha a garantia de que só políticos e burocratas do estado sejam donos da riqueza de um país.

“NEOLIBERAL” = Qualquer um que não é de esquerda, seja ele liberal de verdade, conservador, social democrata, facista, etc.

“NEOLIBERALISMO” = Bode expiatório favorito de qualquer crise econômica e social em qualquer lugar do planeta, ou até mesmo do espaço sideral.  

*“Organizar Oficinas” = ajuntamento de comuns, para a criação, da capacidade de criar, com viés de esquerda.

“O PETRÓLEO É NOSSO!” = O petróleo é do governo! E a conta é nossa!

“ÓDIO DE CLASSE” = É toda e qualquer reação á criminalidade por parte das vítimas, mas para os esquerdistas (principalmente Mariane Felinto) quem é da “elite” e é vítima de violência não pode desejar mal algum contra o agressor caso ele seja um “excluído” pois isto é “ódio de classe”.

“OLAVETE” = Qualquer um que tenha opiniões parecidas com o Olavo de Carvalho, mesmo que não seja um leitor assíduo de seus artigos. Olavo é odiado por dez entre dez esquerdistas que adoram escarnecê-lo, já que refutá-lo é outra história.

“OLIGARQUIA” = Qualquer governo que não reze pela cartilha esquerdista.

“OPERÁRIO” = Alguém que foi operário de verdade em alguma fase da vida, mesmo que seja um político poderoso e milionário hoje.

“OPRESSÃO” = É quando guerrilheiros, bandidos e terroristas são impedidos de chegarem ao poder.

“OPRESSOR” = Qualquer líder, instituição ou país que impeça guerrilheiros, bandidos e terroristas de chegarem ao poder.

“OPRIMIDO” = Alguém que sempre culpa outras pessoas, grupos ou países pela sua desgraça.

“ORGÂNICOS” = Produtos agrícolas que eram totalmente difundidos na idade média. Atualmente são muito consumidos na Coréia do Norte.

“OUTRO MUNDO POSSÍVEL” = Termo criado pelos porra loucas do Fórum Social Mundial. Pode ser uma imensa União Soviética que dominaria todos os continentes espalhando repressão, fome e miséria como no século passado. Também pode ser um mundo oprimido pela Sharia islâmica onde qualquer habitante da terra seria executado de não obedecesse á ela, ou um mundo pré histórico onde todos viveriam em tribos nômades pelo bem da natureza. Enfim, pode ser vários tipos de mundo, todos MUITO PIORES que o mundo atual.

“OUTROS 500″ = Termo utilizado para dizer que o País é governado há 500 anos pela “direita conservadora”. Se a esquerda governasse o país seriam “OUTROS 500″. Mas como governos de esquerda fazem qualquer país andar para trás, a contagem seria regressiva. Se nestepaiz a esquerda governa a 6 anos, logo, ainda faltam 494 anos para que voltemos ao ZERO.

“PAI DOS POBRES” = Governantes cujo populismo pariu um monte de novos pobres em países como Brasil (Getúlio e Lula), Argentina (Perón), Venezuela (Chavez) e Bolívia (Morales).

“PAÍSES PERIFÉRICOS” = Países cuja fraca economia e baixo poderio militar os coloca em posição periférica na geopolítica mundial. Mas o esquerdista sempre acha que todos os países dever ser iguais, principalmente os governados por ditadores hostis ao ocidente

“PALESTINA LIVRE” = Israel fora do mapa e judeus exterminados.

“PARA TODOS” = Para o Estado, para o partido, para o sindicato, para o funcionário público, para o baderneiro, para quem não faz nada, para o ladrão.

“PARTICIPAÇÃO POPULAR” = Também chamado de ORÇAMENTO PARTICIPATIVO, o termo significa um assembleísmo burocrático para que o estado dê a falsa impressão de que a população tem influência em decisões governamentais.

“PARTICIPATIVO” = É quando a população acretita que está influenciando as decisões do governo, quando na verdade é o governo que está influenciando as decisões das pessoas.

“PASTORAL DA TERRA” = Organização de padrecos vermelhos de passeata que têm a cara de pau de dizer que são cristãos.

“PÁTRIA LIVRE” = País sem liberdade nenhuma cuja população é governada por ditaduras totalitárias, sempre de cunho fascista ou socialista.

“PATRICINHA ou MADAME” = Mulher que preza pela aparência, pela elegância e pela higiene pessoal não se tornando uma hippie peluda. Também serve para designar mulheres que não querem DAR para militantes de esquerda, para guerrilheiros, para terroristas, para bandidos e para outras mulheres.

“PATRIMÔNIO DO POVO” = Patrimônio do estado e do partido no poder. O termo vale tanto para as empresas estatais como para o AeroLula e seus dois reversos funcionando.

“PAZ” = Desarmamento total do Ocidente para a alegria de comunistas e terroristas.

“PENSAMENTO ÚNICO NEOLIBERAL” = É quando os esquerdistas se deparam com opiniões sobre política e economia diferentes das suas. Como são facilmente refutados em debates e discussões, se acham injustiçados e acabam achando que o pensamento “neoliberal” é “único” mas que na verdade é o “único” que presta.

“PERSEGUIDO POLÍTICO” = Fascínoras terroristas, guerrilheiros e intelectualóides que tinham a instalação de um sistema político e econômico totalitário comunista como grande objetivo. Mas que para o bem do país, foram “perseguidos” pela ditadura militar. Para os esquerdistas o termo não vale para perseguidos por ditaduras socialistas, sobretudo a cubana.

“PODEROSOS” =Quaisquer indivíduos ricos que não sejam governantes de esquerda ou burocratas do estado.

“POLÍTICAS PÚBLICAS” = Forma de o estado controlar a vida de qualquer pessoa como se o estado sempre soubesse o que é melhor para elas, mesmo em áreas que não lhe dizem respeito.

“POPULAR” = Relativo a: Sindicato, partido, corporação ou governo de esquerda.

“POVO” = Membros do partidão ou grupo de indivíduos completamente dependentes e dominados pelo estado.

“PLANEJAMENTO” = Idéias de como o estado vai dominar o indivíduo nos próximos anos, bem como nos planos qüinqüenais da antiga União Soviética ou nos saltos para frente da China que nunca deram em nada.

“PLAYBOY ou MAURICINHO” = Qualquer jovem que quer trabalhar e subir na vida ao invés de perder tempo com ativismo antiglobalização, greves, sexo livre, baderna, assaltos além de consumo e venda de drogas.

“PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO” = Diminuição de encargos trabalhistas para o empregador resultando assim em mais empregos e produtos com preço mais baixo para o consumidor.

“PRECONCEITO” = Discordar da esquerda, mesmo com informações comprovadamente verídicas.

“PRECONCEITUOSO” = Qualquer um que discorda de um esquerdista, mesmo com opiniões baseadas em fatos e estatisticas documentadas e embasadas.

“PRENDER NÂO RESOLVE” = Pretexto que governos usam para arrecadar mais impostos e não investir em segurança pública. Afinal, um bom dinheirinho tem que sobrar para cargos de confiança, programas assistencialistas populistas e propaganda estatal.

“PREVIDÊNCIA JUSTA E SOLIDÁRIA” = Previdência insustentável, falida, que beneficia somente os burocratas do estado e que está acabando com a economia nestepaiz.

“PRIVATIZAÇÃO” = Venda de empresas estatais caras e ineficientes para a iniciativa privada para desespero daqueles que adorariam vê-las nas mãos do governo e do partidão. Tudo para dar empregos e mamatas para a companheirada e roubar dinheiro público.

“PRIVILÉGIOS” = Riquezas acumuladas com trabalho duro, honesto e com méritos.

“PROGRAMAS SOCIAIS” = Forma de perpetuação da pobreza e compra de votos através de assistencialismo populista barato.

“PROGRESSISTA” = Qualquer indivíduo engajado em causas ecológicas, raciais, umbandistas, sindicais, humanistas, pacifistas, abortistas, feministas, gays, socialistas e anti-globalização.

“PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO” = Projeto nacional de aumento de impostos, da dívida pública, da inflação e da corrupção.

“PÚBLICO” = Estatal.

“PÚBLICO E GRATUÍTO” = Estatal e pago pelo contribuinte.

“PÚBLICO E DE QUALIDADE” = Estatal e caro para o contribuinte.

“RACISTA” = Qualquer pessoa que acha que negros são realmente iguais a brancos, mas que não é muito entusiasta de cotas universitárias ou de manifestações culturais como hip-hop ou religiosas como o candomblé.

“RACISTA CORDIAL” = Qualquer pessoa que seja contra cotas nas universidades, nos concursos públicos e nos cargos em comissão seguindo critérios raciais e étnicos subjetivos e sem base científica.

“REAÇÃO DESPROPORCIONAL” = Qualquer reação armada bem sucedida de países democráticos contra criminosos, guerrilheiros e terroristas.

“REACIONÁRIO” = Alguém que defende valores morais e democráticos, tais como: responsabilidade, liberdade individual e propriedade privada.

“REBELDE” = Qualquer um que queira depor um governo democrático.

“REBELDES BRASILEIROS” = Edição especial da revista Caros Amigos que fala da história de vida de pessoas que quiseram transformar o Brasil em um país muito pior do que já é.

“RECURSOS NATURAIS” = Recursos que o homem precisa explorar para sobreviver no planeta. Mas que muitos ambientalistas não querem que sejam tocados. Até porque eles querem mesmo é que a humanidade seja exterminada e só sobrem eles próprios e os bichos no planeta.

“REFORMA AGRÁRIA” = Reforma com o objetivo de tornar os métodos e padrões de produtividade agrícola similares aos do século XVIII ou similares aos de países socialistas, o que é muito pior.

“REFORMA UNIVERSITÁRIA” = Reforma com o objetivo de acabar com a liberdade de ensino em universidades particulares e de transformar as universidades federais em antros socialistas muito maiores do que estas já são.

“REFORMA URBANA” = Desapropriações forçadas de espaços urbanos e prédios ocupados ou não.

“REGULAMENTAÇÕES” = Leis protencionistas que impedem o livre exercício no mercado de trabalho em determinadas profissões e com fiscalizações de conselhos profissionais (Ex: CREA) com o objetivo de impedir que profissionais qualificados de outros países possam exercer suas respectivas profissões por aqui, com exceção é claro, de “profissionais” vindos de Cuba.

“REPARAÇÕES” = Termo também chamado de “DÌVIDA HISTÓRICA” utilizado por grupelhos organizados e revanchistas que acham que foram perseguidos, oprimidos, escravizados e outros coitadismos em alguma época passada. Tudo para conseguir mamatas governamentais. De preferência paga pela “elite branca opressora”.

“REPOSIÇÕES SALARIAIS” = Aumento se salários acima da inflação contribuindo também para o aumento da própria inflação, da informalidade e dos impostos.

“REPRESSÃO” = Qualquer ato da Polícia Militar no sentido de restabelecer o direito de ir e vir e a ordem pública. Exemplos: Desobstruir uma estrada bloqueada pelo MST ou uma Avenida movimentada onde militantes do PSTU estão fazendo arruaça, como quebrar vidraças de lojas e outras propriedades.

“RESGATE DA CIDADANIA” = Maneira de doutrinar uns pobres coitados para lutarem a favor da “causa” socialista, ou no caso de jovens, mostrar as idéias do Marx como a salvação do mundo.

“RESISTÊNCIA HERÓICA” = Baderna e conflitos provocados por grupos guerrilheiros e terroristas que consideram terrorismo e assassinatos em massa atos de legítima defesa contra “invasores imperialistas”.

“RESPONSABILIDADE SOCIAL” = Total transferência de responsabilidades do estado para as empresas, como se estas não pagassem impostos. O objetivo dos defensores da “responsabilidade social” é que as empresas deixem de lucrar para se dedicar ao “social” já que as únicas funções do estado hoje em dia são a de sustentar marajás, pagar juros da dívida pública e, é óbvio, lucrar.

“REVINDICAÇÕES” = Gritaria por mamatas estatais.

“REVOLUÇÃO” = Quando um esquerdista chega ao poder.

“SEGURANÇA ALIMENTAR” =É quando o indivíduo se alimenta só daquilo que a esquerda quer que a humanidade se alimente.

“SENSO CRÍTICO” = Criticismo ao sistema capitalista, à história oficial, na visão marxista do mundo com “sensibilidade” para as questões sociais. Normalmente presente em jovens recém doutrinados. Os possuidores da tal “virtude” geralmente se consideram intelectualmente e moralmente superiores ao resto das pessoas, além de considerá-las fúteis e ignorantes.

“SERVIDOR PÚBLICO” = Indivíduo que trabalha no governo e exerce atividades meramente burocráticas e que sempre acha que trabalha muito e ganha pouco, principalmente nas “catxigurias” ligadas à CUT.

“SETORES ESTRATÉGICOS” = Atividades econômicas sem concorrência em virtude de monopólios obtidos na marra por empresas estatais.

“SIONISTA” = Qualquer indivíduo que seja contra a destruição total do estado de Israel e dos Estados Unidos também.

“SOBERANIA” = Liberdade e independência para o estado perseguir, expropriar, dominar, torturar e matar aqueles que o opuserem. Também define estados cujos governos sejam anti americanos ferrenhos.

“SOCIAL” = Termo amplo, vago, abstrato, flexível, confuso, utilizado com muita freqüência pela esquerda como um embelezador de discursos. Muitas vezes, o termo nega o sentido de alguma palavra que o acompanhe, ex: propriedade social = negação do direito de propriedade, justiça social = negação da justiça existente em prol de uma suposta luta de classes. O “social” da esquerda quase sempre se torna anti-social.

“SOCIAL DEMOCRACIA” = Regime político/econômico baseado em altos gastos públicos para financiar benefícios sociais para a população (ou melhor, para uma pequena parte da população) resultando em altos impostos e baixo crescimento econômico. Mas se isso acontecer, é só botar a culpa no “neoliberalismo” que tudo fica resolvido.

“SOCIALISMO” = Sistema econômico onde todas as propriedades e meios de produção estão exclusivamente nas mãos do ESTADO onde este detém toda a riqueza produzida no azarado país em que este famigerado sistema está implantado. Este sistema na verdade deveria ser chamado de ESTATISMO, ou até de ditadura mesmo.

“SOCIALISMO CIENTÌFICO” = Socialismo utópico. Afinal, a história mostrou que todo o socialismo é utópico. Até mesmo o científico.

“SOCIALISMO UTÓPICO” = Socialismo utópico.

“SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA” = Agrupamento de pessoas com um objetivo em comum que é sempre o de conseguir mamatas estatais.

“SOCIEDADE CONSUMISTA” = Uma sociedade em que para se consumir, é preciso trabalhar e produzir. Mas trabalhar e produzir é tudo o que o esquerdista não gosta de fazer.

“SOLIEDARIEDADE” = Fazer caridade com o dinheiro dos outros e ainda se achar herói.

“STATUS QUO” = Toda e qualquer situação que não está de acordo com aquilo que o esquerdista quer.

“SUBMISSÃO ou SUBSERVIÊNCIA” = Reformas econômicas e abertura comercial para que um país entre no mundo globalizado.

“SUPERÁVIT SOCIAL” = Pretexto que o Estado usa para coletar mais imposto e gastar adoidado aumentando a dívida púbica. Como mais impostos e endividamento significa mais desemprego, o “superávit social” sempre vira déficit social.

“TECIDO SOCIAL”= Conjunto de indivíduos que os esquerdistas gostam tais como: Pobres fidelizados com “PROGRAMAS SOCIAIS”, funcionários públicos grevistas, bandidos e outros tipos de “OPRIMIDOS”.

“TERCEIRO MUNDISMO” = Alguém já viu algum cara feio, pobre, burro, bêbado, desdentado e fedido que apesar de tudo ainda se acha? Isto é Terceiro Mundismo. São países pobres com governos populistas, totalitários e corruptos; isto quando não estão em guerra civil. Mas que mesmo assim devem ser considerados países lindos e maravilhosos até porque a esquerda acha que essa desgraça toda é culpa do “Imperialismo Estadunidense”.

“TERRORISMO DE ESTADO” = É quando países democráticos combatem o terrorismo de verdade.

“TRABALHADORES” = Baderneiros, grevistas, sindicalistas, burocratas do estado, bandidos, membros do partidão ou qualquer outra espécie que também NÃO GOSTE de trabalhar.

“TOLERÂNCIA” = Tolerância com diversos tipos de culturas, opiniões, crenças e valores. Mas com exceção é claro, das culturas, opiniões, crenças e valores ocidentais e judaico-cristãos.

“TRABALHISMO” = Corrente política que só pensa em dar cada vez mais benefícios e privilégios para os “TRABALHADORES”. O “TRABALHISMO” no fim, sempre acaba virando “desempreguismo”, “impostismo” e “informalismo”.

“TRANSGÊNICOS” = Produtos agrícolas desenvolvidos e aprimorados em laboratório para que sejam mais nutritivos e resistentes a pragas. Também aumentam a produtividade de lavouras e são consumidos em países desenvolvidos.

“UNILATERALISMO” = É quando países capitalistas e democráticos tem mais peso na geopolítica mundial do que ditaduras terceiromundistas adoradas pelos esquerdistas.

“UTOPIA” = Utopia

“VEGETARIANISMO ou VEGANISMO” = Conceito que confunde cadeia alimentar com luta de classes. Já não basta a “igualdade” entre seres humanos. Agora, a “igualdade” deve se estender a todo o reino animal. Para os vegetarianos, comer carne é considerado um ato de “opressão” e vegetarianismo significa a “libertação” dos “oprimidos” seres herbívoros.

“VIOLÊNCIA POLICIAL” = É quando a polícia vence tiroteios contra bandidos.

“VÍTIMAS DA SOCIEDADE INJUSTA” = Bandidos de toda espécie que só porque são pobres acham que não tem responsabilidade por nada.

Leave a Comment