Deputada Flávia Arruda fala sobre o Hospital das Mulheres e avalia outras gestões à frente do DF

02 de Setembro de 2019

Deputada Federal Flávia Arruda em entrevista

Deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) em entrevista coletiva para os blogueiros de política ocorrida em (30/08).

ENTREVISTADOR – Por que os outros governadores do Distrito Federal não conseguiram convencer o eleitorado para suas reeleições?

DEPUTADA FEDERAL FLÁVIA ARRUDA (PL-DF) – Tenho dito, assim como o governador, que, “o governo têm que trabalhar para o pobre e o rico não criando entrave e burocracia. Faltou nos últimos anos gestão com pulso e mais entregas à população como: educação, saúde, transporte de qualidade. Nos últimos anos, desde a saída do Arruda do governo, não se investiu um metro de Metrô. Não se investiu no sitema viário da cidade. As últimas obras que ficaram, agora que estão terminando a saída norte, já era um projeto no governo dele, sendo entregue 09 anos depois.

ENTREVISTADOR – Há um segmento no DF, que vem idealizando a construção do Hospital da Mulher. Qual seu posicionamento sobre o tema?

DEPUTADA FEDERAL FLÁVIA ARRUDA (PL-DF) – Defendo veemente, investimentos na Atenção Básica a Saúde. É nesse nível de assistência que são solucionados 80% das demandas por saúde, com altíssima resolutividade e baixo investimento. Não sou contra o hospital da mulher, mas, neste momento, precisamos focar no que já temos.  

ENTREVISTADOR – O que a senhora parlamentar tem feito pela saúde da capital?

DEPUTADA FEDERAL FLÁVIA ARRUDA (PL-DF) – Após assumir o mandato procurei o governador Ibaneis (MDB) e afirmei-lhe que iria investir minhas emendas parlamentares na saúde.  Fiz questão de ajudar o governador nesse ponto tão sensível do governo, destinando recursos para a construção de cinco UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) –  nas cidades de Brazlândia (projeto adiantado), Gama, Paranoá, Riacho Fundo II e outro em Ceilândia, por entender assim como o governador, que a população precisa e que o Estado tem obrigação de atendê-la.

A deputada Flavia Arruda avaliou que “o atendimento médico hospitalar no Distrito Federal, ainda não está bom, como a população deseja, mas se comparado com situações passadas, o governo Ibaneis melhorou o setor e no próximo ano ficará ainda melhor”, finalizou.

Leave a Comment