Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos

TEXTO ALEGÓRICO

Ezequiel 23:20    (tradução da Bíblia NVI)

Em Ezequiel 23:1; 49 nos são apresentado à história de duas irmãs, filhas de uma mesma mãe, esposas de um só homem. (Duas esposas de um só rei) As duas irmãs, na profecia de Ezequiel, eram fisicamente Israel (Samaria) e Judá (Jerusalém). As duas irmãs, se deixaram seduzir pelos assírios e pelos caldeus.

Ao deixar a simplicidade do Evangelho e o Deus único e seu filho Jesus, seguindo os encantos dos Assírios e dos Caldeus, as duas irmãs, desposadas do mesmo e único senhor, cometeram prostituição espiritual, adorando um(s) deus (es) que de fato não é Deus. Ambas, em franca prostituição, não voltaram para seu senhor, mas preferiram a luxúria e os encantos de Babilônia, preferiram seus adornos que a simplicidade do evangelho. Ambas estão embriagadas e estão servindo a seus filhos vinho misturado, para a ruína de ambas. O caminho de ambas é o mesmo (Ez. 23:13) e o final também será o mesmo. Homens justos as julgarão, visto não se arrependerem de sua vida promiscua espiritualmente.

Que possamos ser fiéis ao nosso único Deus, sem nos deixar seduzir pelos encantos da babilônia (mundo), e servirmos á um só Deus.

A leitura pura e simples do versículo 20 nos apresenta uma descrição de natureza sexual e erótica, na qual se diz que uma dada categoria de mulheres escolhia os amantes de acordo com seus desejos ávidos pelo pecado.

– Fonte: Bíblia de Jerusalém

Significado de Alegoria:

Expressão figurada, não real, de um pensamento ou de um sentimento, através da qual um objeto pode significar outro.

Washington escreve para o site #SaúdeDireitosSociais&Inovações

3 Comentários

  • Thatiane Dinamar disse:

    Ezequiel 23:20
    Sentiu novamente desejo pelos seus antigos amantes – os egípcios – fortes e viris.

    Ezequiel 23:20 – Nova Versão Internacional

    Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos.

    Ezequiel 23:20 – Almeida Corrigida Fiel

    E enamorou-se dos seus amantes, cuja carne é como a de jumentos, e cujo fluxo é como o de cavalos.

    Ezequiel 23:20 – Almeida Revista Atualizada 1993

    Inflamou-se pelos seus amantes, cujos membros eram como o de jumento e cujo fluxo é como o fluxo de cavalos.

    Ezequiel 23:20 – Almeida Revista e Corrigida

    E enamorou-se dos seus amantes, cujos membros são como membros de jumentos e cujo fluxo é como o fluxo de cavalos.

  • Kely disse:

    “Ora, naquele tempo havia gigantes na terra e também depois, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos, estes foram valentes, varões de renome, na antiguidade” (Gênesis 6:4). Se haviam gigantes, então seus pênis eram mesmo enormes, por consequencia, seus espermas bastante volumosos.

  • Suzanne Verner disse:

    Para mim o texto não é uma alegoria mais sim um retrato da pura verdade da época.

    Ezequiel 23

    1 Esta palavra do Senhor veio a mim:
    2 “Filho do homem, existiam duas mulheres, filhas da mesma mãe.
    3 Elas se tornaram prostitutas no Egito, envolvendo-se na prostituição desde a juventude. Naquela terra os seus peitos foram acariciados e os seus seios virgens foram afagados.
    4 A mais velha chamava-se Oolá, e sua irmã, Oolibá. Elas eram minhas e deram à luz filhos e filhas. Oolá é Samaria, e Oolibá é Jerusalém.
    5 “Oolá envolveu-se em prostituição enquanto ainda era minha; ela se encheu de cobiça por seus amantes, os assírios, guerreiros
    6 vestidos de vermelho, governadores e comandantes, todos eles cavaleiros jovens e elegantes.
    7 Ela se entregou como prostituta a toda a elite dos assírios e contaminou-se com todos os ídolos de cada homem por ela cobiçado.
    8 Ela não abandonou a prostituição iniciada no Egito, quando em sua juventude homens dormiram com ela, afagaram seus seios virgens e a envolveram em suas práticas dissolutas.
    9 “Por isso eu a entreguei nas mãos de seus amantes, os assírios, os quais ela desejou ardentemente.
    10 Eles lhe arrancaram as roupas, deixando-a nua, levaram embora seus filhos e suas filhas e a mataram com à espada. Ela se tornou um provérbio entre as mulheres. Foi-lhe infligido castigo.
    11 “Sua irmã Oolibá viu isso. No entanto, em sua cobiça e prostituição, ela foi mais depravada do que a irmã.
    12 Também desejou ardentemente os assírios, governadores e comandantes, guerreiros em uniforme completo, todos eles jovens e belos cavaleiros.
    13 Vi que ela também se contaminou; ambas seguiram o mesmo caminho.
    14 “Mas ela levou sua prostituição ainda mais longe. Viu homens desenhados numa parede, figuras de caldeus em vermelho,
    15 usando cinturões e esvoaçantes turbantes na cabeça; todos se pareciam com oficiais que chefiam os carros da Babilônia, nativos da Caldéia.
    16 Assim que ela os viu, desejou-os ardentemente e lhes mandou mensageiros até a Caldéia.
    17 Então os babilônios vieram procurá-la, até a cama do amor, e em sua cobiça a contaminaram. Depois de haver sido contaminada por eles, ela se afastou deles desgostosa.
    18 Ela, então, prosseguiu abertamente em sua prostituição e expôs a sua nudez, e eu me afastei dela desgostoso, assim como eu tinha me afastado de sua irmã.
    19 Contudo, ela ia se tornando cada vez mais promíscua à medida que se recordava dos dias de sua juventude, quando era prostituta no Egito.
    20 Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos.
    21 De modo que você ansiou pela lascívia de sua juventude, quando no Egito seus peitos eram afagados e seus seios virgens eram acariciados.
    22 “Portanto, Oolibá, assim diz o Soberano Senhor: Incitarei os seus amantes contra você, aqueles de quem você se afastou desgostosa, e os trarei para atacá-la de todos os lados,
    23 os babilônios e todos os caldeus, os homens de Pecode, de Soa e de Coa, e com eles todos os assírios, belos rapazes, todos eles governadores e comandantes, oficiais que chefiam os carros e homens de posto elevado, todos galantes cavaleiros.
    24 Eles virão contra você com armas, carros e carroças e com uma multidão de povos; por todos os lados tomarão posição contra você com escudos grandes e pequenos e com capacetes. Eu a entregarei a eles para castigo, e eles a castigarão conforme o costume deles.
    25 Dirigirei contra você a ira do meu ciúme, e, enfurecidos, eles saberão como tratá-la. Cortarão fora o seu nariz e as suas orelhas, e os que forem deixados cairão pela espada. Levarão embora seus filhos e suas filhas, e os que forem deixados serão consumidos pelo fogo.
    26 Também arrancarão as suas roupas e tomarão suas lindas jóias.
    27 Assim darei um basta à lascívia e à prostituição que você começou no Egito. Você deixará de olhar com desejo para essas coisas e não se lembrará mais do Egito.
    28 “Pois assim diz o Soberano Senhor: Estou a ponto de entregá-la nas mãos daqueles que você odeia, daqueles de quem você se afastou desgostosa.
    29 Eles a tratarão com ódio e levarão embora tudo aquilo pelo que você trabalhou. Eles a deixarão despida e nua, e a vergonha de sua prostituição será exposta. Sua lascívia e sua promiscuidade
    30 trouxeram isto sobre você, porque você desejou ardentemente as nações e se contaminou com os ídolos delas.
    31 Você seguiu pelo caminho de sua irmã; por essa razão porei o copo dela nas suas mãos.
    32 “Assim diz o Soberano Senhor: “Você beberá do copo de sua irmã, copo grande e fundo; ele causará riso e zombaria, de tão grande que é.
    33 Você será dominada pela embriaguez e pela tristeza, com esse copo de desgraça e desolação, o copo de sua irmã Samaria.
    34 Você o beberá, engolindo até a última gota; depois você o despedaçará e mutilará os próprios seios. “Eu o disse: Palavra do Soberano, do Senhor.
    35 “Agora, assim diz o Soberano Senhor: Visto que você se esqueceu de mim e me deu as costas, você vai sofrer as conseqüências de sua lascívia e de sua prostituição”.
    36 O Senhor me disse: “Filho do homem, você julgará Oolá e Oolibá? Então confronte-as com suas práticas repugnantes,
    37 pois elas cometeram adultério e há sangue em suas mãos. Cometeram adultério com seus ídolos; até os seus filhos, os quais elas geraram para mim, sacrificaram aos ídolos.
    38 Também me fizeram isto: ao mesmo tempo contaminaram o meu santuário e profanaram os meus sábados.
    39 No mesmo dia em que sacrificavam seus filhos a seus ídolos, elas entravam em meu santuário e o profanavam. Foi isso que elas fizeram em minha casa.
    40 “Elas até enviaram mensageiros atrás de homens, que vieram de bem longe, e, quando eles chegaram, você se banhou para recebê-los, pintou os olhos e pôs suas jóias.
    41 Você se sentou num belo sofá, tendo à frente uma mesa, na qual você havia colocado o incenso e o óleo que me pertenciam.
    42 “O ruído de uma multidão despreocupada estava em torno dela; sabeus foram trazidos do deserto junto com homens do povo, e eles puseram braceletes nos braços da mulher e da sua irmã e belíssimas coroas na cabeças delas.
    43 Então eu disse a respeito daquela que fora destruída pelo adultério: ‘Que agora a usem como prostituta, pois isso é tudo o que ela é’.
    44 E eles dormiram com ela. Dormiram com aquelas mulheres lascivas, Oolá e Oolibá, como quem dorme com uma prostituta.
    45 Mas justos as condenarão ao castigo que merecem as mulheres que cometem adultério e derramam sangue, porque são adúlteras e há sangue em suas mãos.
    46 “Assim diz o Soberano Senhor: Que uma multidão as ataque e que elas sejam entregues ao pavor e ao saque.
    47 A multidão as apedrejará e as retalhará à espada; matarão seus filhos e suas filhas e destruirão suas casas, incendiando-as.
    48 “Dessa maneira darei fim à lascívia na terra, para que todas as mulheres fiquem advertidas e não imitem vocês.
    49 Vocês sofrerão o castigo de sua cobiça e as conseqüências de seus pecados de idolatria. E vocês saberão que eu sou o Soberano Senhor”.

Leave a Comment