Quatro razões para não ser tão fã da Noruega

Foto: reprodução da internet

Foto: reprodução da internet

O país nórdico lidera o ranking de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que são:  expectativa de vida, educação e renda per capita (renda por habitante), mas, a Noruega não lidera em todas as categorias, isso é fato.

O melhor lugar do mundo ‘para se viver’ também tem seus problemas – embora seja muito menos grave que os de países que aparecem muito abaixo no ranking de IDH da ONU.

Veja a lista abaixo dos cincos aspectos da vida na Noruega que são alvos de muitas críticas.

1. Impostos

Uma das mais altas taxas de impostos do mundo: 39%. Já foi a mais alta, 47,5%, mas vem caindo nos últimos anos.

2. Drogas letais

É o índice mais alto da Europa de mortes por overdose de drogas ilícitas: Chegando a 70 mortes por um milhão de pessoas. Comparativamente, a media europeia é de 16 por um milhão.

3. Gasolina

A gasolina na Noruega está entre as mais cara do mundo, junto com Hong Kong, Holanda e Djibouti. O preço médio de um litro de gasolina é de US$ 1,61.

4. Cerveja cara

A cerveja na Noruega é a segunda mais cara do mundo, chegando a custar em média de US$ 10,40 (R$41,6), segundo o site pintprice.com

A Noruega continua ostentando o título de melhor país do mundo para se viver, é considerada o país mais desenvolvido do mundo e em segundo o Canadá.

Leave a Comment