Médica achada morta em banheiro de hospital em Pirenópolis, era usuária regular de sedativos, afirmou um colega de profissão

Por: Redação

A médica de apenas 26 anos, foi encontrada morta no banheiro do alojamento do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (Heelj), em Pirenópolis (GO).

Reprodução/Instagram/jaydabento
Reprodução/Instagram/jaydabento

Ao lado do corpo da médica, Jayda Bento de Souza, havia uma seringa e um frasco com sedativo do tipo (hipnóticos que produzem sonolência e facilitam iniciar o sono). A perícia vai confirmar se a médica havia injetado a substância na veia.

Leia também: Médica comete suicídio no Hospital de Taguatinga

Um colega de profissão de Jayda, que pediu para não ser identificado na matéria, afirmou ao portal que “ambos faziam uso de sedativos com certa regularidade” em alguns plantões, principalmente para dormirem.

A médica foi enterrada no último domingo (26/6) em sua cidade, Sanclerlândia, estado de Goiás, região Centro-Oeste do país.

Comentários