Covid-19: laboratórios não querem fazer a venda direta de vacinas para os Estados e o DF

Por: Redação

Nenhuma dos laboratórios: Oxford/Astrazeneca, Pfizer, Sinopharm, Sputinik5, Covaxx e Novavax, Janssen e Merck estão dispostos a venderem o imunizante (vacina contra a Covid-19) diretamente para os Estados do Brasil.

Atualmente os Estados e municípios, hoje, dependem diretamente do Ministério da Saúde (MS) para o fornecimento das vacinas Sinovac/Butantan (China) e Astrazeneca/Oxford (Reino Unido) que estão sendo aplicadas em seus territórios.

Com isso, o Distrito Federal que já foi o primeiro em vacinação contra a Covid, caiu para sétima posição em números de vacinas aplicadas na 1ª e 2ª dose.

O Covax Facility, consórcio liderado pela Organização Mundial da Saúde, anunciou, hoje, a entrega ao Brasil de quase 850 mil doses da Pfizer até junho.