Corpo de enfermeira desaparecida é encontrado em plantação de eucalipto com tiro na testa

Por: Redação

Priscila Cardoso da Silva, 35 anos, foi vista pela última vez na segunda-feira (15/03) quando deixou o posto de saúde em Santana do Paraíso (MG) onde trabalhava. O autor do crime foi preso em Guarapari (ES).

O corpo da enfermeira Priscila Cardoso foi encontrado pelas Polícia Militar e a Polícia Civil de Minas Gerais, em uma plantação de eucalipto próximo a entrada do município de Ipaba (MG), neste sábado (20). Ela estava desaparecida desde segunda-feira (15) quando foi vista pela última vez ao sair do posto de saúde onde trabalhava.

Reginaldo de 49 anos

O assassino conhecido como Reginaldo de 49 anos, foi preso em Guarapari (ES) nessa sexta-feira (19/03) confessando o crime. Ele está detido na delegacia de Ipatinga e a Justiça já expediu um mandado de prisão preventiva.

“O indivíduo foi monitorado nas adjacências e residências de parentes e foi preso chegando na casa da mãe. Em nenhum momento reagiu e confessou que efetivamente teria matado a Priscila e indicou o local onde o corpo estava”, disse o delegado Alexsandro Caetano.

De acordo com o delegado, o homem já tinha várias passagens pela polícia, entre elas um homicídio cometido na Bahia e uma tentativa de latrocínio em Minas.

O carro da enfermeira foi localizado pela Polícia Militar em Teixeira de Freitas (BA) por meio de sistema de rastreamento do automóvel. O veículo estava em processo de desmanche em uma oficina e um mecânico, de 36 anos, foi preso.

Comentários

  • Ana Rita disse:

    dia 24/03/21 as 20h no hospital do Guará DF foi aberta a porta do banheiro de maneira forçosa,
    possivelmente uma paciente caiu e morreu dentro do banheiro. maiores detalhes não vieram a publico, é possível que verifique o caso para a população? grata

    1. Ana Rita, bom dia.

      Será apurado por nossa equipe junto a SES-DF e funcionários do hospital.

      Gratos
      Equipe S&DS.