Do you remember? Rollemberg fechou 21 das 31 delegacias do DF, entre 19h e 12h; Ibaneis colocou todas em funcionamento 24h por dia

Por: Redação

O ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), fechou 21 delegacias do Distrito Federal que não possuíam equipes completas, com delegado, escrivão e agente, deixando de funcionar entre 19h e 12h do dia seguinte. Rollemberg achou mais fácil fechar delegacias que resolver o impasse, demonstrando incapacidade gestora.

O funcionamento 24h por dia das delegacias no Distrito Federal completa dois anos neste domingo (31), na gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB).

A promessa de campanha foi assumida e tornou-se aplicável nos primeiros dias de sua gestão à frente do Palácio do Buriti.

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

De acordo com dados da secretaria de Segurança do Distrito Federal, no ano passado, 96% dos crimes de homicídio, feminicídio e de violência doméstica investigados pela Polícia Civil do DF foram enviados à Justiça com a autoria e a materialidade dos fatos definidos, o que colabora nos julgamentos.

“Notamos uma efetividade maior não só no acolhimento ao cidadão que procura a polícia mais próxima, mas também uma maior celeridade nos trabalhos de investigação. Com mais policiais na delegacia e em todos os turnos, as diligências investigativas não param, trazendo um tempo de resposta muito menor”, explica o delegado Darbas Coutinho, diretor de Comunicação da Polícia Civil do DF.

A iniciativa de reabertura dos plantões ininterruptos fez parte do plano SOS Segurança do GDF, como cumprimento de uma promessa de campanha do governador Ibaneis Rocha. O funcionamento 24h das delegacias ocorreu após a aprovação da Lei nº 6.261/2019, que instituiu o serviço voluntário na Polícia Civil do Distrito Federal.

As equipes de plantão são reforçadas por policiais civis de folga que prestam serviço voluntário e recebem R$ 50 por hora trabalhada – o limite são 60 horas/mês para cada policial. Todas as delegacias receberam incrementos de efetivo.

Comentários