Hospital de Campanha da PM recebe os primeiros pacientes

03 de Agosto de 2020

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE

Em operação desde o último sábado (1º), o Hospital de Campanha do Centro Médico da Polícia Militar já está com sete leitos de UTI ocupados, de um total de 80, para tratamento da Covid-19. As informações sobre a ocupação dos leitos de terapia intensiva da Rede Pública de Saúde do Distrito Federal estão disponíveis para consulta no portal da Sala de Situação.

Unidade conta com 80 leitos de UTI com suporte dialítico

“A ocupação está sendo gradual e de acordo com as necessidades e com o perfil dos pacientes. Os primeiros enfermos chegaram durante o plantão de sábado para domingo. Estes são pacientes graves, com perfil de UTI”, explica o diretor-geral do Complexo Regulador de Saúde, Petrus Sanchez.

O hospital de campanha da PM possui 80 leitos de UTI com suporte de hemodiálise e 20 leitos de enfermaria. A implantação do hospital contou com a cooperação técnica do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). Além disso, todos os leitos de UTI serão regulados pelo Complexo Regulador.

Equipamentos de última geração darão suporte aos pacientes com Covid-19 na unidade provisória

Contrato

No contrato de gestão do hospital estão incluídos o gerenciamento técnico, assistência médica multiprofissional – de forma ininterrupta –, com manutenção e insumos necessários para o funcionamento dos equipamentos e atendimento de pacientes, com medicamentos, materiais, alimentação, nutrição enteral e parenteral.

Como foi feito no Hospital de Campanha do Estádio Nacional Mané Garrincha, todos os equipamentos instalados nesta unidade serão incorporados ao patrimônio da Secretaria de Saúde ao término do contrato. Com a abertura dos 80 leitos do Hospital de Campanha da PM, a rede pública de saúde passa a contar com 751 leitos com suporte de ventilação mecânica para tratamento da Covid-19.

EDIÇÃO: JOHNNY BRAGA

Leave a Comment