Governador Rollemberg está acertando no governo

“Análise política não se faz com o fígado, muito menos olhando para o próprio umbigo”. Não estou de acordo que seja o fim político para o governador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF). Há grandes acertos em sua política. O Governo Rollemberg não foi mal, nesses últimos (06) seis meses. Os fatos nem todos conhecem ou se limitam a seus campos de visões.

Acertos:

  • Avança o processo de regularização do Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia. Projeto urbanístico referente à segunda etapa do Trecho 2, Quadras 105 e 209 aprovado. 
  • Vicente Pires planejamento urbanístico aprovado pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan). Glebas 1 e 3 têm 11% dos serviços de drenagem e de pavimentação concluídos. Construção das pontes que ligarão as Glebas 1 e 2. Na região, estão sendo feita a drenagem pluvial, a pavimentação asfáltica e a construção de três viadutos – um sob a Via Estrutural (Plano Piloto—Taguatinga), outro no sentido oposto e o terceiro sob a via marginal. O projeto terá investimento de R$ 467 milhões.
  • Ação integrada em parque do Guará recupera uma área de 5.473.283 metros quadrados, que equivale aos 3.450.184 m² do parque e aos 2.023.099 m² da reserva biológica da região administrativa.

  •  Plano Orla Livre – a proposta é de dar acessos ao público e iniciativas sustentáveis que permitam desenvolver pequenos negócios, além do incentivo à prática de esporte, lazer e cultura. 

  •  Iluminação pública em áreas rurais de Brazlândia. 

  •  19 creches públicas foram inauguradas pela atual gestão 

Virou bordão, na imprensa, dizer que o governo continua errando na política. Que o governo andou mal ficou claro nos resultados de pesquisas. Não se pode negar os grandes acertos. Cabe ao governo mostrar, todos os dias, que os resultados estão aparecendo.

Minha visão: o governo precisa saber se comunicar melhor, seus interlocutores, se há, não possuem o devido preparo para lidarem  com os amplos setores da sociedade civil que deram suporte a sua eleição. Isto é diferente de receber apoio de bajuladores.

No mais, é preciso agir rapidamente na saúde e segurança pública pois às eleições batem à porta do Palácio do Buriti.  

Ivan Rodrigues é enfermeiro e blogueiro.

3 Comentários

  • Elder disse:

    Só a verba de publicidade institucional garantiria consulta (30 milhões) para 300 mil atendimentos na rede privada paga com dinheiro público.
    Obs.: esse comparativo com apenas a consulta a 100 reais e a medicação sendo feita em upas e demais procedimentos em hospitais. E considerando as especialidades Clinica Médica e Ginecologia. Seriam 800 atendimentos para a população sem outros custos.

    – Tem o tema racionamento de água em que há privilégio para o plano piloto em detrimento as demais cidades, em que não há economia e ainda remanejam a água da barragem do descoberto para santa maria.

    Fora que o Governo de brasília pintar meio fio ou inaugurar janela não é mais do que obrigação, gostaria de saber de algo relevante.

    Nem o transito na EPNB ele melhora.

  • rafa disse:

    vc mesmo se entrega ,iquer dizer queele tem que acelerar e fazer algo na saude e na segurança,pqaeleicoes estao ai………entao quer dizer queele tem que fazer agora que esta perta das eleicoes para ser reeleito ne?pq nao fez antes ..o coisa feia e pucha saco viu………essegovernadornao ganhe nem pra sindico mais essa desgraça…..

  • Thais disse:

    Ele está acabando com os hospitais e desaparelhou a polícia civil, não paga os aumentos prometidos, aumenta os impostos e preços das passagens.
    As pessoas estão com maior sensação de insegurança.
    Governo baseado em mentiras e propostas nunca concretizadas, reclama que não tem dinheiro e a cada mês arrecada mais, recebeu milhões a mais do fundo constitucional este ano. Tem uma secretaria de segurança pública que coloca polícia contra polícia, sempre quis proteger criminosos e tem várias reportagens mostrando indícios de corrupção.
    Se esse governo acerta eu já não sei mais o que fazer, beira o desespero pior governo que pude observar no DF.

Leave a Comment