Brasil, “Deixa que os mortos enterrem os seus mortos” Valeu, Chapecoense!

Por: Ivan Rodrigues

Brasil dividido

Foto: Jornalistas Livres

Foto: Jornalistas Livres

Às 18h45min (21h45min em Brasília) desta quarta-feira, a equipe da Chapecoense entraria em campo para começar a decidir contra o Atlético Nacional, em Medellín, a final da Copa Sul-Americana. A tragédia no Cerro Los Gordos abreviou o sonho. Não haverá partida. Não haverá entrada em campo da delegação brasileira. No lugar, pontualmente no mesmo horário em que ocorreria o primeiro jogo da final, haverá uma grande homenagem no Estádio Atanásio Girardot. Milhares de pessoas, vestindo branco e carregando velas, devem ir ao local, no que promete ser a maior cerimônia até agora na Colômbia em homenagem às vítimas.

Brasília, 29 de novembro de 2016, 22h: bombas de gás continuavam sendo lançadas nas ruas da capital federal. As bombas,…

Publicado por Mídia Ninja em Terça, 29 de novembro de 2016

Precisamos entender que a vida continua, milhares morrem todos os dias no Brasil tendo seus direitos usurpados pelo estado que deveria garantir. Estamos tristes pelos jogadores do Chapecoense e seus familiares, mas não podemos deixar que o congresso corrupto continue matando silenciosamente mais e mais cidadãos sem saúde! Alguém esta triste por isso? Deixa que os mortos enterrem seus mortos, Professora Adrian da Silva

Qual o futuro que está sendo oferecido a essa geração que faz protesto? Em crise de identidade, sem representação política à altura, num mundo que está de pernas para o ar por causa das mudanças tecnológicas e das guerras, os jovens estão em busca do seu próprio protagonismo na história.

Como o jovem médico argentino que virou guerrilheiro em Cuba. A política brasileira, infelizmente, tem muito pouco a oferecer a eles, em meio à crise ética e à desmoralização de suas principais lideranças.

Com toda certeza, os incidentes de ontem alimentarão mais protestos. E não faltarão, entre os jovens que protestam, aqueles que, sem outra perspectiva, irão até o fim. Esse será o perigo!

Comentários