Diretor adjunto do Detran-DF, Gustavo Carvalho Amaral, armado constrange casal e promove desacato contra PMs – DODF?

Por: Redação

Segundo testemunhas, Gustavo Carvalho Amaral estava armado e exigiu examinar mochila de casal; mulher se recusou. Polícia Militar foi chamada e todos acabaram na delegacia.

O diretor-adjunto do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), Gustavo Carvalho Amaral, foi detido pela Polícia Militar na madrugada desta sexta-feira (10), por conta de uma confusão em um posto de gasolina, na Asa Norte. Segundo testemunhas, ele estava armado e exigiu examinar a mochila de uma cliente.

O dirigente do Detran teria desconfiado de um casal, que viu dentro de um banheiro. Em seguida, conforme o boletim de ocorrência, ele quis que o homem e a mulher fossem revistados.

A mulher, no entanto, se recusou e, a partir disso, teria começado uma discussão. A PM, que havia sido chamada, disse que Amaral desacatou os policiais. Todos acabaram sendo levados para a 5ª DP, também na Asa Norte.

Flagrante e ‘sinais de embriaguez’

Pessoas que estavam no posto de combustível disseram que Gustavo Carvalho Amaral abordou o casal dizendo que tinha um “flagrante”. De acordo com o depoimento dos PMs, o diretor-adjunto do Detran “apresentava sinais de embriaguez e muita alteração em seu comportamento”.

O g1 questionou o Detran sobre o ocorrido, mas até a publicação desta reportagem, não havia recebido resposta.

A arma do servidor público foi apresentada, apreendida e depois devolvida a ele, que apresentou o porte de arma. Gustavo Carvalho Amara foi ouvido e liberado.

A Polícia Civil investiga se houve algum crime.

Comentários