As crianças são igualmente suscetíveis a este vírus mutante infeccioso de Covid

Por: Ivan Rodrigues

A nova cepa mutante de coronavírus encontrada em Kent sudeste da Inglaterra, próximo de Londres, pode ter maior probabilidade de afetar crianças, alertaram os cientistas.

Pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres disseram que há “algumas evidências de que o aumento pode ser particularmente acentuado em crianças”.

As crianças são “mais propensas a serem afetadas” pela nova cepa, porque ela é “menos inibida” quando ataca células humanas, alertaram os cientistas.

Eles descobriram que a nova cepa do vírus é 56 por cento mais infecciosa – e que mesmo com outro bloqueio nacional, seria difícil reduzir a taxa de transmissão.

O estudo também descobriu que as infecções eram “improváveis” de diminuir, a menos que escolas e universidades fechassem.

A variante do vírus levará a uma onda de casos de coronavírus e mortes que atingirão o pico na primavera de 2021 em Londres, sudeste e leste da Inglaterra, de acordo com cientistas.

E eles disseram que os casos e mortes atingirão o pico no verão de 2021 para o resto do país.

No entanto, os pesquisadores não acreditam que a nova cepa seja mais mortal ou seja mais grave em adultos ou crianças. 

O coronavírus é mais comum entre as crianças do ensino médio, de acordo com dados do Office for National Statistics.

Mas durante a pandemia, as crianças tiveram muito menos casos em geral em comparação com os adultos.

Acredita-se que isso seja devido à forma como a Covid entra nas células humanas – por meio de um receptor chamado ACE2, encontrado em muitas células do trato respiratório superior.  

NOVO COVID

Como resultado, a professora Wendy Barclay do Imperial College London e membro do NERVTAG explicou que isso tornava os adultos “alvos fáceis” em comparação com as crianças.

Isso ocorre porque a quantidade de ACE2 que uma pessoa possui aumenta com o tempo – portanto, as crianças têm muito pouco.  

Ela disse:

“Acho que no tema das crianças temos que ter cuidado com o que falamos. Não estamos dizendo que se trata de um vírus que ataca especificamente crianças ou que seja mais específico em sua capacidade de infectar crianças. Mas sabemos que o SARS-CoV-2, quando surgiu como um vírus, não foi tão eficiente em infectar crianças quanto adultos. O vírus anterior tinha mais dificuldade em se ligar ao ACE2 e entrar nas células e, portanto, os adultos, que têm ACE2 em abundância no nariz e na garganta, eram os alvos fáceis e as crianças eram difíceis de infectar. O vírus mais recente tem mais facilidade de fazer isso e, portanto, as crianças são igualmente suscetíveis a este vírus do que os adultos“. 

‘MAIS CRIANÇAS SENDO INFECTADAS’

“Dados seus padrões de mistura, você esperaria ver mais crianças sendo infectadas”. 

“Não é porque o vírus tem como alvo específico as crianças, mas agora é menos inibido.”

Falando em um briefing para a mídia virtual apresentado pelo Science Media Center, o professor Neil Ferguson, epidemiologista do Imperial College London e membro do grupo consultivo do No10 NERVTAG, disse:

“Há uma indicação de que tem uma maior propensão para infectar crianças. Isso talvez explique algumas das diferenças, mas não estabelecemos nenhum tipo de causalidade.”

Enquanto isso, debates ainda estão em andamento sobre quando as escolas vão reabrir após as férias de Natal.

O secretário de comunidades, Robert Jenrick, disse à  Times Radio : “Eles certamente voltarão em janeiro. Queremos manter as escolas abertas.”

Isso ocorreu quando mais 34.693 pessoas foram infectadas com o vírus no dia de Natal.

As mortes de Covid aumentaram em 210 hoje, ultrapassando o total de 70.000 mortes em um novo marco sombrio para a Grã-Bretanha.

Os números mostram uma queda nas mortes em comparação com os números de ontem e um aumento nos casos, com 32.725 novos casos de coronavírus e 570 mortes relacionadas a Covid registradas no dia de Natal.

Mas os números de hoje não incluem o número de mortos ou casos da Irlanda do Norte ou da Escócia. 

Isso significa que o número real de mortos provavelmente aumentará em 29 de dezembro, quando os números forem atualizados.

Comentários