ADOLESCENTE assassinou professora e escondeu seu corpo em uma lata de lixo depois enterrou-a em uma cova rasa

Por: Ivan Rodrigues

Redação – S&DS

Brasília – 13 de Agosto de 2020 – 17:40

O adolescente de 17 anos, Rocky Marciano Price, que matou uma professora foi reconhecido após filmagem carregando uma lixeira.

Rocky Marciano agarrou a inocente mãe de dois filhos, Lindsay Birbeck, enquanto ela caminhava na floresta antes de esmagar seu pescoço e esconder seu corpo.

Para o adolescente, uma completa estranha. Ele colocou seu corpo em uma lixeira e escondeu-a no fundo de um cemitério – deixando sua família arrasada por “nunca ter voltado para casa” após seu passeio em uma tarde ensolarado.

Em um comunicado, a família de Birbeck criticou Price por seu “comportamento covarde e maligno”.

“Este ato insensível destruiu nossas vidas para sempre.”

Demorou, eternos 12 dias, para o corpo de Lindsay ser encontrado por um passeador de cães horrorizado.

O adolescente foi levado à delegacia por seus pais Creddy, 47, e Martina, 39, depois que seus professores “chocados” o reconheceram em uma câmera de TV liberada pela polícia.

Price, que tem um QI baixo de 65, foi descrito pelos professores como “muito quieto” e “praticamente não-verbal”.

O adolescente ainda tentou alegar que não matou Lindsay, mas foi oferecido a ele “muito dinheiro” por um homem desconhecido para “se livrar do corpo”.

Mas os jurados perceberam suas mentiras e por unanimidade o consideraram culpado de assassinato em Preston Crown Court na quinta-feira, 13/08, depois de apenas três horas.

Horrorizados, os presentes no tribunal ouviram que o adolescente havia tentado cortar o corpo de Lindsay e causados ferimentos profundos no pescoço, possivelmente através de batidas e chutes.

Preston Crown Court ouviu como a professora assistente de 47 anos foi brutalmente assassinado pelo adolescente, que duas horas depois foi visto pelas câmeras de TV emergindo calmamente com o peito nu e seu agasalho aberto.

Ele colocou em ação um plano para se livrar do corpo de Lindsay, primeiro escondendo-a em uma lata de lixo azul e depois arrastando-a para o cemitério.

Depois de encontrar uma área tranquila e isolada perto da linha ferroviária, ele passou mais de uma hora enterrando o corpo dela antes de deixar uma serra, luvas e a lixeira no local.

Nos dias seguintes, a adolescente foi capturado pelas câmeras de TV, voltando quatro vezes para visitar seu túmulo.

O advogado de defesa, Mark Fenhalls, disse aos jurados que a adolescente cometeu um ato “terrível e medonho” enterrando o corpo nu no cemitério, mas “não era ele o assassino”.

Mas o promotor McLachlan disse: “Ele agiu sozinho”.

O adolescente será condenado na sexta-feira 14/08, possivelmente por prisão perpétua.

Comentários