Concessões de aeroportos pode ter gerado milhões em propina ao MDB e PT


Redação – 25 de Junho de 2019

Remember – Durante toda a campanha eleitoral à Presidência da República, o PT jogou luz nas privatizações feitas no governo de Fernado Henrique Cardoso (FHC), buscando pautar-se por esse diferencial do então candidato do PSDB, José Serra.

O governo Lula e Dilma seguiram pelo mesmo caminho após eleitos, anos e anos de militância sindical e política que tanto defendiam a capacidade do estado de autogerenciar-se, foi mudado pela política de concessão – privatização dos serviços públicos.

A ex-presidente Dilma Rousseff anunciava, em 09/06/2015, o novo pacote de medidas do Programa de Investimento em Logística (PIL). O programa, chamado de “concessão” previa a entrega à iniciativa privada de obras de infraestrutura. O governo entregaria à iniciativa privada, por meio de leilões, obras em portos, aeroportos, rodovias e estradas.

Delação do ex-chefe da Engevix e ex-CEO da Inframerica, José Antunes Sobrinho, à Polícia Federal, em meados de 2018, que alegou ter pago propina de R$ 1 milhão ao Coronel Lima, amigo do ex-presidente Michel Temer (MDB), para obter a concessão do Aeroporto de Brasília, segunda o site Diário do Poder, colocou o MDB e o PT sobre o foco do Ministério Público Federal (MPF).

Consta em autos de delações no (MPF) pagamentos de propinas a operadores financeiros das duas legendas partidárias.

Leave a Comment