Médicos Marcus Antônio Costa e Felix Javier Leon Molinet são alvo de condução coercitiva em ação do MP e da Polícia Civil

Operação investiga esquema de falsificação de atestados em campanha política

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), por meio da 4ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde (Prosus) e da Promotoria de Justiça Criminal de Defesa dos Usuários da Saúde (Pró-Vida), com o apoio da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes contra a Administração Pública (Decap), e em cumprimento à decisão judicial da Vara Criminal do Guará que acolheu pedido cautelar do Ministério Público, deflagrou na manhã desta terça-feira, 20 de dezembro, a segunda fase da Operação Trackcare, que investiga a confecção e o uso de atestados médicos falsos por profissionais da Secretaria de Saúde do DF (SES-DF).

Nessa segunda fase, a investigação tem como alvo o Centro de Saúde nº 1 de São Sebastião e dois médicos da SES-DF que prestaram serviços nessa unidade de saúde. Estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de condução coercitiva.

1 Comentário

Leave a Comment