Os testículos podem abrigar o coronavírus, permitindo que a infecção persista por mais tempo nos homens, sugere estudo

Por: Ivan Rodrigues

19 de Abril de 2020

Os testículos podem abrigar o coronavírus e permitir que o vírus mortal persista por mais tempo nos homens, sugeriu um estudo.

Quando o Covid-19 entra no corpo, ele se conecta com as células que expressam a proteína ACE2 ou a enzima de conversão da angiotensina 2.

Essas proteínas são encontradas nos pulmões, coração e intestinos e também são encontradas em grandes quantidades nos testículos.

Enquanto para as mulheres, quantidades muito pequenas são encontradas no tecido ovariano.

As estatísticas indicam que o coronavírus tem mais probabilidade de afetar gravemente os homens do que as mulheres.

Apenas no Reino Unido, os homens estão morrendo do vírus com o dobro da taxa de mulheres.

Os homens têm uma taxa de mortalidade de 1.728,2 por 100.000, enquanto para as mulheres a taxa é de 840,9 por 100.000, de acordo com o Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS).

Um estudo piloto indicou que, embora as mulheres levassem quatro dias para limpar a infecção, os homens demoravam 50% a mais, exigindo seis dias.

A Dra. Aditi Shastri, oncologista do Montefiore Medical Center, no Bronx, e sua mãe Jayanthi Shastri, microbiologista do Hospital Kasturba de Doenças Infecciosas em Mumbai, realizaram o estudo.

Em três famílias que participaram do estudo, os homens também demoraram mais que as mulheres para se recuperar do coronavírus.

Os participantes do estudo tinham entre três e 75 anos, com idade média de 37 anos.

Os pesquisadores na Índia testaram pacientes hospitalizados e seus familiares infectados a cada dois dias para avaliar a rapidez com que limparam o coronavírus após a infecção.

A pesquisa foi divulgada antes da publicação no site médico MedRxiv e não foi revisada por pares.

Alguma dúvida já foi lançada nas primeiras pesquisas.

Jon Rogers The Sun

Comentários