Responsabilidade | Governador Ibaneis destaca-se na gestão da crise do coronavírus entre os demais governadores

18 de Abril de 2020

Redação


Foto: Arquivo

As atitudes do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), foram julgadas extremas. Suspendeu aulas, eventos musicais e esportivos, fechou parte do comércio e proibiu o funcionamento de templos religiosos por decreto.

Sendo o primeiro chefe do executivo a assumir a liderança contra a Covid-19 entre os demais chefes de estados e possível desgaste político, Ibaneis se destacou.

Aos poucos, após estudos técnicos, começou a liberar parte do setor produtivo e parte do comércio.

Na última quinta-feira (16), Ibaneis, declarou sobre a possibilidade de reabrir o comércio em todo o Distrito Federal em 3 de maio. Data estipulada no decreto que definiu o fechamento das atividades e que foi publicado no dia 1º de abril.

A população do DF reconhece a assertividade nas medidas do governador. É o caso da pensionista e moradora do Riacho Fundo, senhora Sônia Rodrigues Rocha e do policial militar da reserva Erinaldo Almeida.

“Não entendendo nada de coronavírus, vejo pela televisão e rádio o desespero de muitos presidentes do mundo com isso aí. Meu filho que é enfermeiro e meu médico tem me explicado sobre o vírus e vejo que o governador Ibaneis, o qual não votei nele, está certo, ganhando minha simpatia e respeito, finaliza Sônia Rocha (69 anos).

“Está sendo duro? Lógico que sim! Temos um remédio para aliviar os sintomas? Não! Temos uma droga pronta que venha matar o vírus? Não! Temos uma vacina segura pronta? Não! Vejo acertadamente as ações do governador Ibaneis, Erinaldo Almeida (60 anos).

Leave a Comment