Damares: ‘Sexual Abstinence’ precisa ver ‘Sex Education’ Netflix

03 de Fevereiro de 2020


Aimee Lou Wood, Emma Mackey e Alça Butterfield em cena da segunda temporada de ‘Sex Education’.

Summer of ’42 – Houve uma vez um verão – to Summer 2020 news from Damares.

O programa de abstinência sexual do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos proposto pela ministra Damares Alves é a notícia do verão de 2020 (to Summer 2020 news from Damares).

“O Fantástico repercutiu há pouco a campanha de prevenção à gravidez na adolescência, que o governo @jairbolsonaro lança amanhã. Polêmicas à parte, colocamos o Brasil para discutir o tema. Esperamos agora que os pais finalmente conversem sobre isso com os filhos. #tudotemseutempo”, escreveu Damares em seu twitter, referindo-se a reportagem divulgada pelo Fantástico, da TV Globo, na noite de domingo (3).

A série Sex Education‘ que ocorre com colegiais representa a própria ‘ideia’ do que se dá em um colégio, lugar de grandes descobertas, onde nada está fixado ainda na cabeça dos alunos.

Nunca antes numa ficção de colégio se haviam, por exemplo, desabotoado tantas calças de garotas com a naturalidade com que costumam se desabotoar as calças de meninos o tempo todo na ficção audiovisual, com o fim de que o outro lhe dê prazer, nem se tinha mostrado de forma tão clara a busca (e o encontro) do prazer feminino —a cena da masturbação conjunta de Lily e Ola é um excelente exemplo—, o grande ausente em qualquer série sobre adolescentes produzida até agora.

Ministra Damares Alves, se ainda não começou a ver, precisa começar a assistir Sex Education antes de propagar a ideia da abstinência sexual como programa de sucesso.

O Fantástico citou estudo feito nos EUA, que concluiu que a abstinência como sendo a principal política, os números de casos de gravidez em adolescentes aumentaram.

Segundo ainda a reportagem, no Brasil, a cada mil mulheres de até 19 anos, 62 estão grávidas.

Com informação de Laura Fernández e Saúde & Direitos Sociais

Leave a Comment