Candidatura de Moro inviabiliza aproximação do senador Reguffe com eleitores bolsonaristas – maioria no DF

Por: Redação

Sergio Moro já é tratado como presidenciável após sua filiação ao Podemos, nesta quarta-feira (10), no Centro de Convenções Ullysses Guimarães em Brasília.

Após ser atacado indiretamente por Moro, que afirmou em seu discurso que é “mentira” dizer que acabou a corrupção” – frase pronunciada corriqueiramente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido); Bolsonaro respondeu com uma direta a seu ex-ministro.

“Um ano e quatro meses e não sabe o que é ser presidente, nem ser ministro”, afirmou Bolsonaro à apoiadores na manhã desta quinta-feira (11/11).

O senador José Antônio Reguffe (Podemos-DF), que sonha em ser governador do Distrito Federal, viu seu sonho ruir com a concretização da filiação de Moro, que afastou qualquer possibilidade de aproximação do senador com os eleitores bolsonaristas.

Bolsonaro tem reforçado sua aproximação com o atual governador Ibaneis Rocha (MDB-DF).

Na posse do senador Ciro Nogueira (PP-PI) como o novo ministro chefe da Casa Civil da Presidência da República, que ocorreu, em (4/8), no Salão Nobre do Palácio do Planalto, Bolsonaro fez questão de afirmar sua proximidade com o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

“Dispenso comentários. Nós aqui somos um só governo. União e Distrito Federal é um casamento perfeito”, declarou Bolsonaro aos presentes na solenidade.

Comentários