Órgãos do GDF serão transferidos para o Centro Administrativo por Ibaneis Rocha

Por: Redação

O Governo do Distrito Federal (GDF) e o Tribunal de Contas do DF (TCDF) já estão em fase final de acertos para a ocupação do Centro Administrativo (Centrad), em Taguatinga. 


O projeto de colocar os órgãos do Distrito Federal, em uma mesma localidade, teve início em 2009, quando o ex-governador cassado José Roberto Arruda firmou contrato de Parceria Público-Privada (PPP) entre o GDF e as empreiteiras Odebrecht e Via Engenharia..

O relator do Processo 8620/2019, conselheiro Inácio Magalhães, analisa a juntada de documentos que são de caráter reservado, no intuito de dar fim ao problema, que se arrasta por três governos – Arruda (DEM), Agnelo Queiroz (PT) e Rodrigo Rollemberg (PSB) – indo para sete anos sem solução. 

Foto: Acácio Pinheiro


A comissão especial criada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) para avaliar as ações necessárias para a ocupação do Centro Administrativo (Centrad), composta por: André Clemente, secretário de Economia; Marcelo Lavocat Galvão, chefe da assessoria de projetos especiais do gabinete do governador e Rodrigo Frantz Becker, consultor jurídico do gabinete do governador aguardam o sinal verde do TCDF. 


De acordo com o governo, tudo corrobora para que a ocupação já comece no ano de 2022, com a ida das secretarias de Saúde, Educação, Administração Penitenciária (Seape) e da sede do governo para o local. 

Leia: “Nenhum dos ex-governadores tiveram a coragem de resolver a situação do Centrad”, afirma Rafael Prudente em entrevista


O portal S&DS – Saúde & Direitos Sociais em contato com o TCDF, solicitou acesso ao Processo 8620/2019 e informações sobre a possível ocupação do Centrad recebendo a seguinte nota abaixo. 

TCDF


O TCDF acompanha a ocupação do Centro Administrativo do Distrito Federal – CADF por meio do Processo 8620/2019. 
No entanto, o processo é sigiloso e por isso não é possível acessar o conteúdo das peças processuais. 

A chancela de sigilo é devida à juntada de documentos de caráter reservado e está prevista na Lei de Acesso à Informação.

O GDF apresentou plano de ocupação do Centro Administrativo sendo o impacto no trânsito solucionado com a atual construção do Túnel no centro de Taguatinga, e valores de contratos com prestadoras de serviço de limpeza e de vigilância.

Ibaneis quer ocupar imediatamente, mas, a decisão não depende apenas de sua boa vontade e esforço, é um Ato Administrativo Complexo – depende da manifestação de outro órgão.

Comentários