Escalada do coronavírus no Brasil impossibilita concursos públicos até 2022

22 de Março de 2020

Redação

Foto: Jornal do Comércio

Governo federal já projetou crescimento próximo de zero para 2020; mais pessimista, mercado faz projeção de 4,4% negativos.

Governo previa o crescimento brasileiro deste ano de 2,4% para 2,1%. Com o decreto de estado de calamidade pública no país, que impôs a revisão dos cálculos pela equipe econômica o cenário se mostra o pior possível, caminhando para a estagnação próximo de zero, [0,02%], na melhor das previsões para o ano.

Os mercados e instituições estimam números bem mais pessimistas. Segundo uma previsão da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a economia brasileira poderá encolher de 4,4% em 2020, com grande risco de a atividade ainda sentir os efeitos negativos até 2023.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, já anunciou reservadamente para alguns de seus colaboradores, que irá suspender os concursos públicos – com base no decreto – até 2022, a depender da volta do crescimento econômico para revisão da futura medida.

Após conhecimento do fato, o site enviou mensagem ao Ministério da Economia para pronunciamento sobre a suspensão dos concursos públicos até 2022. Em resposta, por sua assessoria, foi informado que a medida ainda encontra-se em analise pela pasta.

Governadores tendem a seguir mesma medidas

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, estado epicentro da pandemia – com previsão de até 9 milhões de infectados – já determinou que futuros gastos públicos apenas ocorrerão com contratações de pessoal para saúde e equipamentos, insumos e serviços de suporte no combate a pandemia. Tendencia a ser seguida pelos demais governadores de Estados.

Leave a Comment