Bolsonaro neutraliza pretensões da esquerda de Brasília em causar um 2º turno apoiando Ibaneis de início

Por: Ivan Rodrigues

O presidente Jair Bolsonaro reuniu-se antecipadamente com o governador Ibaneis Rocha, antes de sacramentar sua decisão que Arruda, Flávia Arruda e Damares se unissem em torno da candidatura do atual chefe do executivo local.

Bolsonaro já havia afirmado em outras ocasiões publicamente, a parceria entre o governo local e o federal.

“Dispenso comentários. Nós aqui somos um só governo. União e Distrito Federal é um casamento perfeito”, declarou Bolsonaro na posse do senador Ciro Nogueira (PP-PI) como o novo ministro chefe da Casa Civil da Presidência da República em 4 de agosto de 2021.

A chancela foi anunciada no fim da tarde de terça-feira (19/7), com a presença de Ibaneis Rocha (MDB), Flávia Arruda (PL) candidata a senadora da chapa, e do ex-governador José Roberto Arruda (PL) que aguarda decisão do STF sobre seu futuro político para 3 de agosto. 

Esquerda tentará reagrupar a tropa

Ao senador Reguffe (União Brasil), a senadora Leila do (PDT), o senador Izalci Lucas (PSDB), deputada Paula Belmonte (Cidadania), distrital Leandro Grass (PV) e o novato Rafael Parente do (PSB) resta reagrupar a tropa e baixarem o grande e perigoso ego de cada um e reconhecerem que ‘política não se faz com o fígado‘.   

Comentários