Como saber se seu bebê não foi trocado no hospital?

Por: Redação

Momento em que os bebês são destrocados após resultado de DNA, em Aparecida de Goiânia — Foto: Arquivo pessoal/Eduardo Costa

Duas mães que tiveram seus bebês trocados no Hospital São Silvestre em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, no dia 29 de dezembro de 2021, destrocaram os bebês, hoje 08/02/2022. As mães haviam sido comunicadas pela própria unidade de saúde sobre o erro.

Um exame de DNA confirmou a troca dos bebês, após o resultado do teste ser conhecido, os meninos foram entregues às mães biológicas, na tarde desta terça.

Idêntico caso ocorreu no Hospital Regional de Planaltina, em Brasília, em 14 de maio de 2014. Como o caso foi descoberto? Em 2020, a mãe foi surpreendida com um processo, movido pelo suposto pai, no qual pedia a exclusão de seu nome do registro da criança.

Geruza Ferreira e a filha — Foto: TV Globo/Reprodução

O suposto pai, desconfiado, fez um exame de DNA, que comprovou que a menina não era filha dele.

A mãe Geruza Ferreira resolveu então fazer um exame de DNA para comprovar o fato. O resultado comprovou que ela não era mãe da menina.

As meninas trocadas no Hospital Regional de Planaltina, se encontraram, pela primeira vez após 7 anos do ocorrido.

Após ação movida pela mãe contra o Governo do Distrito Federal (GDF), o TJDFT entendeu que a substituição ficou comprovada e determinou o pagamento de indenização de R$ 300 mil por danos morais.

Comentários