Decifra-me ou te devoro: o enigma da Covid-19

Por: Ivan Rodrigues

Com pelo menos 50 mutações, a ômicron tem 30 na proteína “spike” [a “chave” que o vírus usa para entrar nas células – efeito chave fechadura – que é o alvo da maioria das vacinas contra a Covid-19].

Ela foi originalmente descoberta na África do Sul e a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarou de B.1.1.529 como uma “variante de preocupação” e escolheu como nome “ômicron“.

Com mais essa classificação, a nova variante foi colocada no mesmo grupo de versões já descobertos do novo coronavírus que já impactaram no avanço da pandemia: alfa, beta, gama e delta.

Entre alfa, beta, gama, delta e ômicron quem dará o pior recado à humanidade? Ou, o pior ainda estar por vir!

Comentários