GDF of Cards

Todos os direitos reservados ao site.

Todos os direitos reservados ao site.

A deputada Celina Leão (PDT-DF), presidenta da CLDF, esta sendo acusada por correligionários de sua legenda de usar o partido em prol de nomeações dos ‘irmãos’ de sua Igreja Comunidade das Nações, do pastor JB Carvalho.

Segundo um pedetista, ex-candidato a deputado distrital, [“há pastores e irmãos demais no governo colocados por Celina enquanto os filiados estão preteridos do governo Rollemberg (PSB-DF)”].

Não é só o senador Paulo Paim (PT-RS), que deve esta desembarcando do Partido dos Trabalhadores, o deputado distrital Chico Leite (PT-DF), tem confidenciado sua grande decepção com a sigla e sua expectativa com a criação da Rede de Sustentabilidade, de Marina Silva, onde deve seguir com seu projeto rumo ao senado.

Nas ruas do Distrito Federal muito se houve: “…o silêncio de Reguffe, até quando?”. O povo está de ouvidos atentos!

Só em consultorias (jurídica e especializada) e divulgação de atividade parlamentar — em ano eleitoral — deputados distritais gastarão mais de R$ 2 milhões da verba indenizatória.

Aylton Gomes (PR) foi o campeão dos gastos com consultorias R$ 228 mil – não foi reeleito.

Wellington Luiz (PMDB) gastou R$ 197.523 ficando em segundo lugar – reeleito.

Na terceira posição aparecem Paulo Roriz (PP), e o pastor Benedito Domingos (PP) – não reeleitos.

O professor Israel Batista (PV), além de ser o campeão de gastos com combustível, também abusou da verba para divulgação de seu mandato – reeleito.

Os que menos gastaram com despesas com consultorias: Chico Leite (PT), Luzia de Paula (PEN), Alírio Neto (PEN)  -não eleito para deputado federal – e Chico Vigilante (PT).

Leave a Comment