Segundo servidores da SES-DF até o contrato de serra para gesso foi superfaturado

Por: Ivan Rodrigues

Auditoria indica superfaturamento

Os contratos de – alimentação, limpeza e vigilância são os de maiores cifras praticados na SES-DF e os mais suspeitos de superfaturamentos.

As licitações para essas áreas nunca ocorrem, ou nunca chegam ao fim, por inúmeros entraves burocráticos. Justificadas por tantos entraves a falta de licitações vão se disseminando para vários tipos de contratos.

Existe um acordo com a Procuradoria do Distrito Federal de fazer “pagamentos indenizatórios” que excluem o lucro ‘em tese’ porque os serviços, [essenciais], não podem parar.

Praticamente 50% por cento do orçamento da saúde estão comprometidos com “pagamentos indenizatórios”, sem licitações.

Segundo nota fiscal nos enviada por servidores da SES-DF, em relato próprio dos servidores, o superfaturamento ocorre até mesmo em contrato de serra para gesso.

Existe construtora recebendo mesmo com determinação contrária da justiça para que não seja efetuado o pagamento.

Em sua grande maioria os donos dessas empresas são deputados distritais ou a empresa é de família.

Veja como superfaturar contratos públicos com o GDF – clique aqui