GDF não divulga remuneração de médicos da SES-DF no Portal da Transparência

Por: Ivan Rodrigues

A Lei nº 12.527/2011 de acesso à informação é uma ferramenta para o exercício do controle social. Contrário a este princípio e, na contra mão da participação cidadã na fiscalização pública da coisa pública, temos o princípio do corporativismo de classe praticado pela Secretária de Estado de Saúde.MPDFT - TCDF

O GDF no exercício de exceção de direito da referida Lei, não dá publicidade à remuneração dos profissionais médicos no site da Transparência DF como determina a Lei.

Protocolamos no dia 12/05, junto ao MPDFT e TCDF pedidos de esclarecimentos sobre o porquê dessa pratica de ‘exceção’ apenas a essa categoria profissional.TCDF

Talvez seja porque a pasta comandada por médicos tenha o cuidado de não ‘expor’ os pares.

TCDF

Comentários

  • Luiz Fernando disse:

    Parabéns Ivan Rodrigues, Brasília precisa de cidadão como você. Todos da saúde já conhecem sua luta. Quero ver o médico, José Humberto, no PS, atender sozinho sem as categorias que faz pouco caso em sua exposição. Enfermeiro Ivan, sou fisioterapeuta e pode contar com meu apoio se um dia for concorrer a um cargo eletivo. Me procure no hospital de base.

  • Acredito que a visão do médico, José Humberto, aqui externada não reflete a totalidade dos valorosos profissionais médicos.
    A categoria médica tem sua importância junto a saúde, inegavelmente importantes, e devem ser valorizados, mas a saúde que queremos é a saúde pautada na valorização de todas as categorias e todos profissionais. Não se faz saúde com mão única e sim com multiprofissionalismo. São importantes: dona Terezinha da limpeza, seu Manoel da vigilância, a Ana nutricionista, o técnico em radiologia, o padioleiro, o técnico em odontologia…

  • José Humberto disse:

    Nós médicos somos superiores a qualquer outra categoria da saúde. Quem precisa de nutricionistas, fisioterapeutas, enfermeiros…se tem um médico que vale por todos com muito mais capacitada. Perguntem aos pacientes por quem eles querem ser atendidos. Senhor Ivan Rodrigues, goste ou não, seremos mais importante e por isso não se fruste como meio médico.

    1. Luís Carlos disse:

      Típico comentário de um médico medíocre….
      Por isso está às traças num PS….
      O SUS não preconiza atendimento centrado em carreira profissional, preconiza atendimento multiprofissional centrado no paciente. Médico mal sabe de medicina…. Quem dirá do resto…. Se fossem tão bons seriam bons gestores, mas a Saúde tá um caos graças à gestão de vcs!!!! Sempre vcs!!!! Se atendimento médico fosse sinônimo de qualidade o HBDF era pra ser referência nacional: 700 médicos lotados pra 600 leitos oficiais… e mesmo que digamos que existem 2000 leitos (o triplo extra-oficializado), ainda assim seria 1 médico p menos de 3 pacientes, ou seja, vcs são um fracasso!!!!!!!!!!
      O DF tem quase 5 x mais médicos na SES-DF do que é preconizado pela OMS, se o que vc diz é verdade. Assina aí o atestado de incompetência: VCS SÃO UM FRACASSO!!!! UM FRACASSO NA GESTÃO, UM FRACASSO COMO EQUIPE, UM FRACASSO COMO SERVIDORES, UM FRACASSO COMO EXEMPLO! Me perdoem as raras exceções, a quem muito prezo e respeito, justamente por serem diferentes, mas EM SUA GRANDE MAIORIA maioria: O PROBLEMA DA SAÚDE SE DEVE A ESSE PENSAMENTO MÉDICO-CENTRADO!!! A equipe multiprofissional não rejeita vcs por inveja, rejeita vcs pela empáfia, ignorância e arrogância que os isolam e encarceram em seus próprios erros. O fracasso do antropofagismo autofágico… Nem vcs se suportam, até pra se comunicarem entre si precisam de papeis ou de outros profissionais como interlocutores!!! UM PROJETO PROFISSIONAL FRACASSADO. Conclusão: O fracasso profissional de vcs só nos inspira, desprezo e, na melhor das hipóteses, COMPAIXÃO!

  • Ana Paula disse:

    Tenho que discordar da sua preocupação de quanto ganha os médicos, ou qualquer outro profissional. Você tem que se preocupar sim com a produtividade, dos médicos, enfermeiros, tecnicos de enfermagem, padioleiros, recepcionaistas e todos que contruibuem para o andamento da saúde. inclusive a sua produtividade. E afinal como anda a sua produtividade? você tem trabalhado para contruibuir para a saúde na assistencia ou está fazendo só politica e se preocupando com o salarios dos outros. Fique claro que sou apartidária, nao estou trabalhando de favor e não devo nada a ninguém, mas só nao concordo com algumas preocupações;

    1. Minha preocupação é tão somente com o cumprimento da Lei, que nesse país não é para todos. Você está certíssima quanto a produtividade. Gostaria de parabenizar todos os profissionais que cumprem seu plantão ‘integralmente’.