Se Caiado tivesse construído hospitais no Entorno, as emergências dos hospitais DF não estariam 30% sobrecarregadas

Por: Redação

Você sabia que um terço dos pacientes recebidos na rede pública de saúde do DF é do Entorno?

HRG

Praticamente metade dos atendimentos nos hospitais regionais de Santa Maria, Gama e Brazlândia é de moradores do estado de Goiás, em especial de Luziânia, Valparaíso, Novo Gama e Águas Lindas.

A maior parte do atendimento é para Gineco-obstetrícia e Pediatria. As cidades de Luziânia, Valparaíso e Novo Gama, que durante o ano de 2018, enviaram para o DF quase 10 mil demandas para Obstetrícia e foram realizados mais 1.121 atendimentos em Pediatria.

Atendimentos realizados nas emergências hospitalares do DF, até 25/04, foram 2.107.112.08 já somada a pressão do Entorno sobre os serviços locais. Veja os maiores montantes abaixo.

Município | Quantidade Autorizações de Internação Hospitalar (AIH)
GO| LUZIÂNIA | 4.489 AIH
GO| VALPARAÍSO DE GOIÁS | 3.871 AIH
GO| ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS | 3.770 AIH
GO| NOVO GAMA | 2.397 AIH
GO| CIDADE OCIDENTAL | 1.719 AIH
GO| PLANALTINA | 1.171 AIH
GO| SANTO ANTÔNIO DO DESCOBERTO | 1.037 AIH
GO |FORMOSA | 703 AIH
GO| PADRE BERNARDO | 455 AIH
GO| CRISTALINA | 400 AIH
GO| GOIÁS | 125 AIH
GO| COCALZINHO DE GOIÁS | 119 AIH
GO| ALTO PARAÍSO DE GOIÁS | 105 AIH
GO| SÃO JOÃO D’ALIANÇA | 100 AIH
GO| GOIÂNIA | 72 AIH
GO| CABECEIRAS | 46A IH
GO| POSSE | 41 AIH
GO| ALEXÂNIA | 37 AIH
GO| CAVALCANTE | 32 AIH
GO| ALVORADA DO NORTE | 31 AIH
GO| APARECIDA DE GOIÂNIA | 31 AIH
GO| ÁGUA FRIA DE GOIÁS | 30 AIH

Em 2019, a demanda continuou grande. Nos três primeiros meses do ano, o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), o mais pressionado da rede pelos moradores do Entorno, atendeu 2.740 pacientes de fora do DF, dentre os 8.032 acolhimentos realizados.

Para 2022, espera-se quase o dobro disso, já que a pressão por atendimentos vindos de pacientes do Entorno está aumentando com a abertura de novos loteamentos e crescimento de empreendimentos verticais. 

Além da programação financeira voltada ao atendimento da população pertencente ao Distrito Federal, é importante considerar os limites geográficos e pressão que os Estados de Goiás e Minas Gerais que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE), vem continuamente realizando sobre os serviços de saúde do DF.

A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entono (Ride-DF) foi criada pela Lei Complementar n° 94/1998, regulamentada pelo Decreto n° 7.469/2011 e ampliada pela Lei Complementar n° 163/2018. A Ride-DF é composta pelo Distrito Federal, 4 Municípios do Estado de Minas Gerais e 29Municípios do Estado de Goiás, com o objetivo de articular e harmonizar as ações administrativas entre União, Estados e Municípios.

Em 2020 a população estimada da RIDE era de 4.700.672 habitantes, onde 3.055.149 (65%)pertencem ao DF, 1.510.730 (32%) aos Municípios de Goiás e 134.793 (3%) a Minas Gerais. Neste ponto cabe destacar 4 Municípios que impactam significativamente nas demandas de saúde do DF,em função da proximidade geográfica,que são Águas Lindas de Goiás (5%), Luziânia (5%), Valparaíso (4%) em Goiás e Unaí (2%) em Minas Gerais. Somadas representam 16% do total da população da RIDE-DF e encontram-se distantes em média 50km do DF, com exceção de Unaí que fica a 162 km de distância.

Falta ao governo de Goiás, fazer o pagamento dos atendimentos da população da Ride nas unidades de saúde do DF, que deveria receber os valores do Sistema Único de Saúde de Goiás referentes aos tratamentos, consultas, cirurgias e internações  realizados.

Comentários