Ministro da Educação diz que seu papel é mais espiritual do que político

Por: Ivan Rodrigues

Ministro da Educação, Milton Ribeiro, no púlpito da igrejo

O ministro Milton Ribeiro que responde a um inquérito no STF “por defender o que é certo” em razão de homofobia em em uma entrevista afirmando que o “homossexualismo (sic)” é “fruto de famílias desajustadas,” fez declaração durante um culto dominical (24/1), na Igreja Presbiteriana Jardim de Oração em Santos (SP), onde é o pastor.

“Até mesmo o inquérito que eu enfrento no Supremo Tribunal Federal tem a ver com isso, com algo que Jesus não tem nenhum receio de dizer que não é o caminho certo. Estou muito tranquilo, meu coração está tranquilo. Esse é um desabafo que eu faço com a minha igreja: meu coração está tranquilo. Porque não fui chamado no Supremo Tribunal Federal para responder por desvio de dinheiro, nem por coisas erradas, mas porque eu disse o que a Bíblia diz e ponto final”, afirmou.

Ele afirmou que seu papel à frente da pasta é “mais espiritual do que político”. “Nós queremos tirar o Brasil de um rumo de desastre, em que valores como família, como criação de filhos, o que é certo, o que é errado, pudessem ser novamente preestabelecidos. A Bíblia diz que haveria um tempo em que as pessoas iriam chamar o que é errado de certo, e o que é certo de errado”, afirmou.

Comentários

  • Rsgina disse:

    Parabéns Ministro!!!! Por falar a Verdade, a Verdade estabelecida pelos princípios da Palavra de Deus!!!!!

  • Sandra Amorim disse:

    O Sinistro da (Des)educação sabe que o Estado é laico? Além diso, usar a religião para mascarar preconceito e ignorância é típico desse (des)governo. Valores de família?? Belo exemplo vocês dão! #ForaBolsonaro e sua quadrilha!!