Carreata contra a instalação de Semiliberdade no Núcleo Bandeirante, veja o que disse a Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF

Por: Ivan Rodrigues

Por Ivan Rodrigues – S&DS

Brasília – 05 de Novembro de 2020

Moradores, comerciantes e sociedade civil organizada do Núcleo Bandeirante, planejam para o dia 14, uma grande carreata saindo da administração regional, passando pelo Palácio do Buriti até a Vara da Infância e da Juventude do DF, contra a instalação da unidade de ressocialização de menores infratores na cidade.

Temendo a transferência dessa unidade para suas cidades que compõem a (10ª zona eleitoral), os moradores e comerciantes do Riacho Fundo I e Candangolândia prometem engrossar a manifestação no dia 14.

Foi criado um grupo no WhatsApp com lideranças das três cidades para organização e debate da situação.

“O propósito deste grupo é impedir que se instale aqui no Núcleo Bandeirante, na casa da cultura o novo local para abrigar os menores infratores.
Infelizmente, o deputado Hermeto junto com administrador da nossa cidade, fizeram este absurdo! Vamos lutar todos juntos, para barrar essa barbárie, afirma Fernando Silva”.

No grupo, moradores colocaram uma NOTA DE REPÚDIO ao deputado distrital Hermeto (MDB) e ao administrador da cidade Adalberto Carvalho, embora os mesmos não tenham gestão junto a Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF (VEMSE), que decidiu em colegiado sobre a instalação.

Também, em outro grupo de comerciantes da cidade, apontam o deputado distrital Roosevelt Vilela (PSB-DF), de ser omisso, virando as costas para a comunidade que ajudou a elegê-lo.

Tanto Hermeto, quanto Roosevelt se elegeram com apoio das cidades: Núcleo Bandeirante, Divinéia, Metropolitana, Vila Cauhy, Setor de Mansões Park Way, Núcleo Rural Vargem Bonita, Candangolândia, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II, Agrourbano de Brasília CAUB’s I e II.

Hermeto sai em defesa do Núcleo Bandeirante repetindo o discurso que tem mantido. “Tenho certeza que nenhuma cidade, nenhum morador de lugar algum, quer ter perto de sua residência uma Unidade de Internação, mas entendo que pode ser pensado em áreas com perfil diferenciado de habitantes e distante das residências”, finaliza.

NOTA DE REPÚDIO

O Administrador do Núcleo Bandeirante ADALBERTO CARVALHO e o Deputado Distrital JOÃO HERMETO são desmascarados, após publicação nas redes sociais do Processo SEI n.° -0400-00047387/2020-34 e Ofício 139/2020 – SEJUS/SUBSIS, onde os quais, cedem a CASA DE CULTURA DO NÚCLEO BANDEIRANTE para acomodar a UNIDADE SOCIOEDUCATIVA DE MENORES INFRATORES DE ALTA PERICULOSIDADE.

A atitude covarde desses políticos, vem causando alvoroço, desgaste e transtorno emocional para os moradores dessa cidade, pelo fato dos menores serem de alta periculosidade, e colocará em risco a vida de toda população da cidade. Cabe informar que essa UNIDADE SOCIOEDUCATIVA está sendo assentada entre dois colégios: COLÉGIO SALESIANO (INFANTIL) E COLÉGIO URSO BRANCO (1° e 2° GRAU), numa avenida que possui IGREJAS, COMERCIO E RESIDENCIAS.

Para se projetar politicamente na cidade do Núcleo Bandeirante, e se tornar o Salvador da Pátria, o Deputado JOÃO HERMETO, fez um vídeo justificando que havia entrado na Justiça para impedir a implantação da UNIDADE SOCIOEDUCATIVA DE MENORES INFRATORES na CASA DE CULTURA DO BANDEIRANTE.

PARA QUE JUSTIÇA DEPUTADO SE ARMACAO CAIU POR TERRA? A casa de Cultura é PROPRIOS DA ADMINISTRAÇÃO e só pode ser ocupada com autorização do Administrador, o que foi feito através do Processo SEI n.° 0400-00047387/2020-34, onde o administrador e o Deputado oferecem a CASA DE CULTURA PARA ASSENTAR OS MENORES INFRATORES.

Ocorre que o deputado não sabia, que um dos seus funcionarios comissionados da Administração do Bandeirante, que tanto o defende nas redes sociais, revelaria o número do Processo SEI n.° 0400-00047387/2020-34, onde está todo o acordo da Administração Regional com a SEJUS, para a implantação da *UNIDADE SOCIOEDUCATIVA.

O Deputado JOÃO HERMETO usa de estratégias sujas e covardes contra nossa cidade, pois, com fins politicos e aliança politica, indicou amigavelmente a casa do ex administrador PAULO CONTIJO localizada na metropolitana, para ser alugada pelo governo no valor de R$ 8.800,00 (oito mil e oitocentos reais) para abrigar os menores infratores.

Após causar todo conflito e repúdio dos moradores daquela comumidade, o Deputado JOÃO HERMETO convocou todos os comissionados de suas administrações e armou um CIRCO na metropolitana, gritando e fazendo cena, que não aceitaria a instalação da UNIDADE SOCIOEDUCATIVA NAQUELE LOCAL, se passando por Salvador da Pátria, passando a imagem do bom samaritano.

No entanto a máscara do Deputado JOÃO HERMETO caiu, conforme processo SEI abaixo, isso demonstra a política suja que vem implantando e impondo na cidade, enganando, perseguindo e prejudicando toda comunidade.

Os moradores dessa cidade não precisa desse tipo de politico, a cidade não é sua Deputado Hermeto, não te pertence, não insista com essa política suja com a população, a cidade está acabada, destruída, descuidada, a criminalidade aumentou com sua administração, a população lutará e denunciará esses seus atos arbitrários da sua gestão.

Leve essa UNIDADE DE INFRATORES PARA A CANDANGOLANDIA, sua cidade natal, a qual você bate no peito e diz que é sua, aqui no Núcleo Bandeirante a cidade é do povo, dos que moram, residem e pagam IPTU de suas residências.

SENHORES MORADORES, NÃO VAMOS FICAR REFÉM DESSA POLITICA SUJA, ASSINEM O ABAIXO ASSINADO PARA TOMARMOS AS PROVIDENCIAS NECESSARIAS QUANTO O ATO ARBITRÁRIO DO DEPUTADO HERMETO.

NÃO VAMOS NOS CALAR

…Repassem para que a comunidade tenha conhecimento de todo ocorrido…

Vara da Infância e da Juventude do DF ao site

Segundo a assessoria jurídica da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas do DF (VEMSE), há outra ação tramitando sobre o tema, mas ainda não houve decisão.  Até a presente data, continua válida a liminar assinada pela juíza substituta Luana Lopes Silva, da VEMSE. A ação foi proposta por moradores e o citado deputado (Hermeto) apresentou pedido para ingressar como terceiro interessado.


Atenciosamente,
Supervisora Substituta Seção de Comunicação Institucional Vara da Infância e da Juventude do DF

Comentários