General Mourão contradizendo o Capitão Bolsonaro afirmou que governo comprará vacina chinesa CoronaVac

Por: Ivan Rodrigues

REDAÇÃO – S&DS

Brasília – 31 de Outubro de 2020

Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão, durante Lançamento do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares – PECIM Foto: Bruno Batista /VPR

Em entrevista à revista ‘Veja’, o general vice-presidente da República afirmou que governo federal comprará vacina chinesa: ‘Lógico que vai’

Hamilton Mourão disse em entrevista que o governo vai comprar a vacina do laboratório chinês Sinovac, que está sendo desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan, do governo de São Paulo.

“Lógico que vai”, disse Mourão, contradizendo o que o capitão presidente Bolsonaro tem afirmado na imprensa, que não. Mourão minimizou a situação da vacina chinesa a uma impasse político entre Bolsonaro e Doria (PSDB).

“Essa questão da vacina é briga política com o Doria. O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí”, minimizou Mourão na entrevista.

Mourão afirmou não ter medo de tomar a vacina que venha da China.

“Desde que esteja certificada pela Anvisa. Não tem problema nenhum”, afirmou.

O capitão

Bolsonaro afirmou que não delega assuntos de competência do presidente da República a ninguém.

“Eu não delego a ninguém tratar sobre qualquer outro assunto relacionado ao presidente da República. E a caneta BIC é minha e ainda tem tinta”.

Bolsonaro afirmou que a vacina escolhida pelo governo não será obrigatória e que não é atribuição da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pagar pela vacina.

“A vacina escolhida pelo governo não será obrigatória, e a Anvisa não paga a conta, ela apenas autoriza”, destacou Bolsonaro.

Comentários