Olha aí meu parceiro! Estudantes poderão usar o cartão de passe livre para compras no débito e no crédito é nóis!

Por: Ivan Rodrigues

13 de Janeiro de 2020


Alunos de História e Psicologia da UnB

O presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, anunciou durante entrevista ao Jornal de Brasília que, em breve, o sistema de bilhetagem funcionará como uma conta pré-paga, será o BRB pay. Dessa forma, o cartão estudantil poderá ser usado como cartão de débito ou crédito.

O banco encerrou 2019 apresentando o melhor resultado de sua história. Houve um aumento do volume de todos os negócios do banco, como os créditos consignados para pessoas físicas e jurídicas, que aumentaram 238% e 425% respectivamente; crescimento de 368% do financiamento imobiliário e 145% do crédito rural.

“O BRB continuará tendo uma atuação forte como banco de fomento, com grande atuação no crédito imobiliário. Quando chegamos, a taxa de juros do crédito imobiliário era de 7%, passou para 6,99% e hoje é de 6,49%. Fizemos 15 contratações para construção de edifícios neste ano, enquanto em 2018 foram apenas três”, destaca

O presidente da instituição anunciou que 2020 será marcado pela digitalização dos serviços a busca por melhores resultados, a exemplo do registrado no terceiro trimestre de 2019, quando o lucro foi de R$ 121 milhões, que significa um aumento de 129% em relação ao mesmo período do ano anterior.

“Também revisamos nossos processos, em busca de prestar um serviço melhor. Criamos uma corregedoria e um programa que visa coibir atos de irregularidade. A corrupção de uma arma de extermínio em massa”, destacou Paulo Henrique Costa.

Sobre a o atendimento prestado ao usuário da bilhetagem eletrônica, foi ampliado de 13 para 70 lojas. Foi lançado um aplicativo que é considerado o mais bem avaliado dentre os lançado no DF, com nota 4,8 na Apple Store. O próximo passo será um sistema de acompanhamento das rotas e armazenamento da documentação dos estudantes num aplicativo.

“Vejo como uma iniciativa muito boa por parte do BRB para nós estudantes que temos nossas demandas econômicas específicas e agora passamos a ser olhados. Pode ter certeza, o BRB já é meu banco preferêncial” afirma a aluna de história (UnB) Juliane Sanches em foto.

“Isso possibilitará o cadastramento sem a necessidade de ir a uma loja de atendimento. Em breve o sistema de bilhetagem funcionará como uma conta pré-paga, será o BRB pay. Dessa forma, o cartão estudantil poderá ser usado como cartão de débito ou crédito. A ideia é que os dados do cartão estejam no celular e esse possa servir para realizar serviços, no sistema de uso por aproximação”, afirmou.

Comentários