Anulação da eleição para conselheiros tutelares no DF

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg  foi a urna para votar nos cargos de conselheiro tutelar (Antonio Cruz/Agência Brasil)

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg foi a urna para votar nos cargos de conselheiro tutelar (Antonio Cruz/Agência Brasil)

A Fundação Getúlio Vargas responsável por organizar o pleito de escolha dos novos conselheiros tutelares no DF, ocorrida no domingo (04/10), deveria no mínimo ser penalizada por conduzir um processo com tantos problemas de “inconsistências e falta de transparência”.

Eu, como votante solicitei meu comprovante de votação ao responsável da sala, que afirmou não esta previsto no edital.

CLDF defende a anulação da eleição

Vários deputados distritais ocuparam a tribuna na sessão ordinária (06/10) para defenderem a anulação da eleição para conselheiros tutelares no DF, ocorrida no domingo. O deputado Chico Vigilante (PT) foi o primeiro a enumerar as “irregularidades” em todo o processo, como o não-registro de votos de eleitores, citando o caso de candidatos que não tiveram nenhum voto.

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PDT), e os distritais Rafael Prudente (PMDB), Rodrigo Delmasso (PTN), Cláudio Abrantes (Rede) e Reginaldo Veras (PDT) fizeram discursos com apelos pela anulação do pleito. Candidatos a conselheiros que estavam nas galerias também se manifestaram com palavras de ordem para que o governo anule a eleição.

Ministério Público do Distrito Federal

Os promotores de Justiça Cíveis e de Defesa dos Interesses Individuais, Difusos e Coletivos da Infância e da Juventude devem pedir a anulação da realização do processo de escolha dos conselheiros tutelares no Distrito Federal.

Leave a Comment